Foto: arquivo pessoal

Dedicação e sacrifício: conheça a história de Lucas Nabuco

“É isso aí, você não pode parar, esperar o tempo ruim vim te abraçar. Acreditar que sonhar sempre é preciso é o que mantém os irmãos vivos.” É sob este lema que o lutador Lucas Nabuco, de 27 anos, encara o dia a dia. Já dizia a canção de Racionais MC’s: a vida é desafio.

Disposição nunca faltou. Tanto para vender marmita no centro de Brasília, quanto para pedalar mais de 15 km para academia fazer o que ela mais ama, que é treinar jiu-jitsu.

O amor pela arte suave começou dentro de casa. “Comecei a treinar por conta dos meus irmãos, e comigo não poderia ser diferente. A nossa família é de jiu-jiteiros”, contou o atleta.

Há exatos 10 anos, o lutador da equipe Gracie Barra Cruzeiro iniciou a trajetória dentro do esporte. Mesmo com as dificuldades que a vida prega, “Ratinho”, como é chamado pelos mais íntimos, não desistiu e se manteve firme dentro dos tatames. “Em 2009, comecei a treinar na escola DNA com o professor Lúcio Curado. Depois de um tempo, o mestre Rodrigo “Rodé” voltou a dar aulas no espaço, e treino com ele até hoje”, ressaltou Nabuco.

Qualidade de vida

O Brasiliense é mais um da série “vidas que o esporte salvou”. Nabuco agradece por ter conhecido o jiu-jitsu e, na opinião dele, a arte marcial mudou sua vida por completo.

“O jiu-jitsu transformou a minha vida em todos os sentidos. Me trouxe controle controle emocional que eu não tinha, além de uma perspectiva futuro pessoal e profissional.”

Lucas Nabuco, lutador de jiu-jitsu

2019 foi um ano de surpresas e conquistas para o faixa-marrom. Nabuco focou nos treinos pesados, comandados pelo mestre Rosé. Além disso, o lutador tem se atentado à dieta e à preparação física. Os resultados: ouro no Centro-Oeste de Jiu-Jitsu e bronze no Circuito Goiano.

Mas as surpresas não ficaram apenas em títulos. Como a grande maioria dos lutadores, Nabuco sempre teve o desejo de ir morar nos Estados Unidos, pais onde o esporte é valorizado. “O maior sonho de qualquer atleta de jiu-jitsu é vir morar na América, pois as maiores competições estão aqui”, falou Nabuco.

E o que era sonho vem se tornando realidade, pelo menos em parte. Nós primeiros meses do ano, Nabuco recebeu um convite para ir treinar na cidade de Fort Collins, Colorado-EUA, para fazer o que mais ama na terra que sempre sonhou conhecer.

O casca-grossa Brasiliense, não perdeu tempo, treinou bastante, e os frutos começaram a brotar. Foi medalha de prata no renomado Naga e também Salt Lake City Open, da IBJJF, principal órgão do jiu-jisu. “Também lutei em Denver, no F2Win, maior evento de luta casada dos Estados Unidos”, disse “Ratinho”.

Foto: Divulgação

Nabuco sabe dos desafios. Ficar longe da família, amigos e parceiros de treinos não é fácil. Além disso, o lutador tem que se proteger das temperaturas abaixo de zero, normal para a região. “A vida de atleta é bem corrida. Treino duro todos os dias, além de cuidar do meu corpo e da mente para estar sempre preparado.”

Ano fantástico

Pode se dizer que 2019 foi mágico para o lutador. Além do turbilhão de emoções que tem vivido, Nabuco ainda teve que segurar a alegria de ser graduado a faixa-preta, alvo de todos lutadores. O foco do atleta é continuar treinando forte para realizar mais uma conquista. “Meu sonho é lutar o Mundial de Jiu-jitsu da IBJJF, competição onde estão os melhores do esporte”, revela.

As batalhas da vida são sempre as mais duras e longas. Nabuco sabe os desafios que passa para manter aceso a vontade de viver de esporte. A saudade, às vezes, aperta o coração do sorridente lutador, mas ele se mantém firme em busca de lugares mais altos. “Quero evoluir cada vez mais. Amo o jiu-jitsu, não me vejo longe dos tatames. Os desafios fazem parte do caminho para as vitórias. Tenho muita fé em Deus e acredito no meu potencial” , finalizou Nabuco.

DF Sports+

Mais Esporte, Mais Informação

DF Sports+ tem 440 posts e contando. Ver todos os posts de DF Sports+

DF Sports+

2 comentários em “Dedicação e sacrifício: conheça a história de Lucas Nabuco

  • Avatar
    12 de dezembro de 2019 em 12:15
    Permalink

    Professor Lucas é realmente um cara que ama o que faz e ajuda seus estudantes entenderem que o Jiu-Jitsu é muito mais do que uma arte marcial, é um estilo de vida. A sua história é uma prova viva disso. Parabéns professor! Sucesso nessa sua jornada continua.

    Resposta
  • Avatar
    12 de dezembro de 2019 em 14:51
    Permalink

    Sinto muito orgulho e honrado em treinar com o professor Lucas aqui em Ft. Collins. Um exemplo de vida a ser seguido. Parabens pelas conquistas professor, continue sempre com esse bom humor e profissionalismo. Tamo junto!! Osss

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *