Cerrado Basquete disputará o Brasileiro de Basquete, nova divisão de acesso do NBB

Na última quinta-feira (7), a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) se reuniu com as equipes interessadas em participar do Campeonato Brasileiro de Basquete – competição que substitui a extinta Liga Ouro e que dá duas vagas no Novo Basquete Brasil (NBB) da temporada 2020/2021. Foram confirmadas 11 times no certame, e entre eles está o Cerrado Basquete.

O presidente do Cerrado, Dimitri Rodrigues, afirma que a equipe vem para o torneio muito confiante e com a expectativa de coroar, com a vaga na elite, o bom trabalho que vem sendo realizado nos últimos anos. “Estamos nos organizando há algum tempo para esta competição. O mais importante pra nós é que seguimos na nossa construção: disputaremos nossa terceira competição nacional, solidificando o nome do Cerrado como um representante do basquete de Brasília no cenário nacional”, comentou, orgulhoso.

A preparação já se iniciou em julho deste ano. O Cerrado quase ingressou no NBB através do movimento de expansão da liga. Na época em que se via a possibilidade de disputar a competição mais importante do basquete nacional, a equipe abriu conversas para fechar com o ex-treinador do Londrina e eleito duas vezes o melhor técnico da Liga Ouro, Bruno Lopes. As negociações avançaram, e com a confirmação dos candangos no Campeonato Brasileiro, Bruno aceitou o projeto e foi efetivado no comando do time.

Comissão técnica

A composição do elenco também está sendo trabalhada, e a grande maioria dos atletas deve chegar através de uma seletiva a ser realizada em dezembro. A série de treinamentos será conduzida pela comissão técnica que atuará na competição – Bruno Lopes, Gabriel Millian (auxiliar técnico) e Ronaldo Pacheco (Coordenador Técnico). Os melhores avaliados vão integrar o plantel principal do Cerrado Basquete.

Da esquerda para a direita: Carlos Fontenelle, Secretário Geral da CBB; Ronaldo Pacheco, coordenador técnico do Cerrado Basquete; Marcelo Sousa, diretor-executivo da Confederação Brasileira de Basketball (CBB); Dimitri Rodrigues, Presidente do Cerrado Basquete; Bruno Lopes, novo treinador do Cerrado Basquete. Foto: Divulgação

Brasileiro de Basquete 2020

Esta será a maior competição envolvendo divisões de acesso no basquete brasileiro. Além do Cerrado Basquete, 10 equipes já têm vaga no Brasileiro de Basquete. Serão quatro representantes do Paraná (Campo Mourão, Maringá, Ponta Grossa e São José dos Pinhais), quatro de Santa Catarina (Blackstar, Blumenau, Brusque e Joinville), um de Goiás (Anápolis) e um de Minas Gerais (Praia Clube).

Outras cinco equipes também podem figurar na competição. Liga Nordeste-BA, Osasco-SP, Tatuí-SP e os times sub-20 de Pinheiros-SP e Flamengo-RJ demostraram interesse e terão 10 dias para confirmar as participações. Após a oficialização, a CBB deverá divulgar o regulamento e a tabela de jogos da competição.

Terceira participação

O Cerrado irá participar da divisão de acesso pela terceira vez em sua história. Em 2018, a equipe ficou em último lugar na competição. Já em 2019, o time candango flertou com o acesso, terminando na quinta colocação.

André Gomes

Um apaixonado por esportes (com um carinho especial por futebol, basquete, surf e skate). Defende a ideia de que, por questões éticas, todo jornalista deve revelar o time que torce.

André Gomes tem 33 posts e contando. Ver todos os posts de André Gomes

André Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *