CT do Brasiliense recebe treino de arbitragem da Fifa

Com a final marcada para o próximo dia 17 de novembro, a Copa do Mundo Sub-17 entra no processo de afunilamento. Das 30 equipes que iniciaram a competição, apenas oito mantêm vivo o sonho pelo título. São elas: Brasil, Coréia do Sul, Espanha, França, Holanda, Itália, México e Paraguai. Visando ampliar o nível da arbitragem nesta reta final, o CT do Brasiliense recebeu, na manhã desta sexta-feira (7), um treino voltado aos soberanos dentro das quatro linhas.

Com a participação dos atletas das categorias de base de Brasília e Aruc, foram trabalhadas as questões de leitura de jogo. O treinamento se constituiu em uma reversão entre os trios de arbitragem. No primeiro campo, marcação de impedimentos e pênaltis. No segundo, um coletivo com o mesmo intuito, porém, com a assistência do árbitro de vídeo (VAR).

O chefe do Departamento de Arbitragem da Fifa, Massimo Busacca, destacou a importância do treinamento e se posicionou em defesa do árbitro de vídeo. “Em caso de dúvida, é uma ferramenta muito importante”, disse. Contudo, ele frisou que a decisão tomada dentro de campo deve continuar sendo do homem do apito. “O árbitro de campo pode dizer: ‘ok, muito obrigado pela informação, mas eu vi de outra forma no campo e assim irei marcar’.”

Busacca é a favor do VAR no futebol. Foto: Marcus Rodrigues/DF Sports+

BIP contra impedimentos

Também foi comentada a possibilidade de nos próximos anos, os atletas portarem um “bip”. Basicamente, seria um chip que ajudaria os bandeirinhas na marcação de impedimentos.

Eu creio que, para o futuro, a tecnologia está trabalhando para ter um chip que avisará quando o jogador estiver fora de posição. Para mim, vai evitar que os assistentes parem muito. Com o BIP, eles podem levantar a bandeira mais rápido, impedindo que o jogador prossiga na jogada e retarde o jogo.

Massimo Busacca, chefe do Departamento de Arbitragem da Fifa

O Brasil conta com dois representantes na equipe de árbitros da Fifa, a auxiliar (ou quarto árbitro) Edina Alves Batista, e o assistente de vídeo Bráulio da Silva Machado.

A seleção brasileira volta a campo na segunda-feira (11) para enfrentar a Itália, em partida válida pelas quartas de final. O jogo será realizado às 20h, no Estádio Olímpico, em Goiânia-GO.

Marcus Rodrigues

Jornalista em formação. Amante da comunicação, torcedor fanático do "Jornalismo Futebol Clube" e idealizador do @capitaldabola_ no instagram.

Marcus Rodrigues tem 13 posts e contando. Ver todos os posts de Marcus Rodrigues

Marcus Rodrigues

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *