Tubarões do Cerrado vence e se classifica para final de conferência

Na tarde de sábado (2), no Serejinho, em Taguatinga, Tubarões do Cerrado e Sorriso Hornets fizeram um grande duelo, válido pela semifinal da conferência Centro-Oeste. Em uma partida que teve emoção até o último lance, o Tubarões conseguiu vencer pelo placar de 27 x 20 e conquistar uma vaga na final. O time do Hornets veio com desfalques, mas mostrou muita técnica e vendeu caro a derrota.

No primeiro lance do jogo, o Tubarões já conseguiu os primeiros pontos, após boas corridas do running back Cavalo, que entrou na endzone depois de quebrar dois tackles. O kicker Fialho acabou errando o extra point e o jogo ficou em 6 x 0.

Mas já na jogada seguinte, o Hornets virou a partida e mostrou que o jogo seria de encher os olhos. O linebacker Terrence recebeu o chute de devolução e avançou nada menos que 99 jardas, correndo o campo inteiro, pela esquerda, anotando o touchdown. O kicker Tharcisio fez o extra point e levou o placar a 7 x 6.

O Hornets seguiu pressionando na defesa e conseguiu recuperar a bola após bloquear um punt da equipe do Tubarões, que seguia com dificuldades com seu special team — jogadores que são responsáveis por algumas jogadas especiais no jogo. Apesar do bloqueio, a equipe não conseguiu pontuar graças ao linebacker Renatto, do Tubarões, um dos destaques defensivos da equipe. Ele conseguiu uma interceptação já em zona de pontuação dos visitantes e evitou o aumento do placar.

A equipe do Hornets conseguiu aumentar o placar novamente com um retorno de Terrence, que recebeu o punt na linha de uma jarda e novamente correu pelo lado esquerdo para anotar mais um touchdown. O placar ficou em 14 x 6 após extra point convertido pelo kicker Tharcisio.

O Tubarões conseguiu melhorar na partida e sua principal arma começou a ser acionada: o quarterback Moore. Ele conseguiu uma grande corrida de 58 jardas e só foi parado na linha de 19. Após falta da defesa, o time ficou na linha de nove jardas e, com uma corrida de Moore e extra point de Fialho, o Tubarões diminuiu o placar para 14 x 13. No final da primeira etapa o Hornets ainda perdeu seu quarterback titular, Diego Oliveira, após uma luxação no ombro.

Segundo tempo

No segundo tempo, o jogo seguiu equilibrado entre as equipes. As faltas que atrapalhavam os avanços, especialmente para o Hornets, que cometeu, ao todo, quatro faltas, por exceder o número de atletas em campo.

O Hornets, que havia perdido o quarterback, usou e abusou do jogo corrido com Terrence, que atuou na posição após a lesão. Com uma campanha de quase nove minutos, porém sem pontuação, o Hornets cozinhou o terceiro quarto e deixou a decisão para o último período.

No último quarto, o Hornets perdeu um dos melhores jogadores defensivos do time, o linebacker Anthony (mais conhecido como Peruano), após uma jogada capacete contra capacete com o quarterback Moore.

O Tubarões conseguiu voltar a liderar o placar após uma incrível jogada de Moore. Ele precisava correr 19 jardas para conseguir a primeira descida, e conseguiu não só isso, como correu mais 80 jardas até a endzone para anotar outro touchdown. Após o bom chute de Fialho, o placar ficou em 20 x 14.

O Hornets precisava pontuar o mais rápido possível pelo tempo do jogo, e conseguiu após o bom trabalho de Terrence. Ele conectou um passe para 30 jardas e, logo em sequência, correu para empatar em 20 x 20. O time poderia ter voltado à liderança, mas o Kicker Tharcisio chutou baixo e o extra point foi bloqueado, deixando o placar em igualdade.

Lance da vitória

Em um dos últimos lances da partida, o Tubarões conseguiu o touchdown da vitória após trabalho eficiente da defesa e do ataque. Tudo começou com a interceptação do linebacker Guilherme, que deixou o time já na redzone. Logo depois, novamente com Moore, todos correram para a endzone e, após chute de Fialho, o placar ficou em 27 x 20.

No último ataque do jogo, o Hornets vinha fazendo boa campanha, mas acabou parando na defesa do Tubarões, que conseguiu, com James, mais um sack, levando o adversário para o meio do campo. Terrence ainda conseguiu uma boa corrida na última jogada da partida, mas parou na linha de quatro jardas. Vitória e classificação do Tubarões.

Ao final da partida, o treinador do Tubarões, Fabrício Ataíde, falou ao DF Sports+. Ele destacou a rivalidade entre as equipes, comemorou a vitória e já projetou o próximo duelo. Ouça:

Os atletas Cavalo e Fagundes também falaram à nossa reportagem:

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 298 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *