Universo/Brasília vacila no último quarto e perde para o Flamengo

Os dois maiores campões do NBB entraram em quadra na noite da última sexta-feira (18). 1281 torcedores frenéticos acompanharam o jogo entre Universo/Brasília e Flamengo no Ginásio da Asceb. Com uma atmosfera de rivalidade, a equipe carioca venceu por 86 x 81, em uma partida eletrizante do começo ao fim.

A equipe da casa começou melhor e permaneceu em vantagem até o último quarto. Mesmo com a mão quente nos arremessos de três, convertendo 14, os brasilienses sofreram com a rotação do banco, que foi um fator determinante para a virada rubro-negra. Os reservas do Flamengo contribuíram com 25 pontos, enquanto o Universo/Brasília pode contar com somente 14 pontos de seus jogadores vindos do banco.

Com 21 pontos, o rubro-negro Marquinhos foi o cestinha do jogo. Detalhe: dos 21, 13 foram marcados a partir de lances livres. Ronald foi o destaque pelo lado do time candango, com 20 pontos.

O jogo

Explorando os erros do adversário, o Universo/Brasília impôs seu jogo logo nos primeiros minutos e abriu uma vantagem de oito pontos. Gustavo de Conti se viu obrigado a pedir o primeiro tempo do jogo para organizar a equipe do Flamengo. E deu certo. Faltando três minutos para o fim do primeiro quarto, os cariocas conseguiram igualar o placar. Porém, os anfitriões, conduzidos pelos arremessos de três certeiros de Rafa Moreira, voltaram a dominar a partida e terminaram o primeiro quarto com vitória. 25 x 19.

Início da partida dava a entender que a noite era do Brasília. Foto: Matheus Monteiro/Esportes Brasília

No segundo quarto, o Flamengo adotou a estratégia de forçar faltas. Os sete primeiros pontos da equipe foram com lances livres. O jogo do Universo/Brasília era os chutes de três. Rafa Moreira e Nezinho converteram duas bolas cada um. Os cariocas erravam menos e conseguiram encostar no placar. 44 x 40.

O Flamengo começou o segundo tempo com tudo. Explorando o garrafão, Mineiro e Demétrio iam pontuando e ameaçando a vantagem do adversário. Os arremessos da linha de três pontos seguiam sendo o carro chefe dos candangos. Nezinho converteu mais uma bola e levou os torcedores ao delírio. Com o placar de 56 x 51 favoráveis aos Universo/Brasília, as duas torcidas deram uma show à parte. Não era um duelo só dentro de quadra, nas arquibancadas havia uma competição de quem cantava mais alto e apoiava mais o seu time. Mesmo o Brasília jogando melhor, girando e trabalhando a bola, a diferença no placar foi para uma posse de bola no último quarto. 64 x 62.

Mais uma noite de arquibancada lotada na Asceb. A torcida deu show! Foto: Matheus Monteiro/Esportes Brasília

No primeiro ataque rubro-negro, Mineiro deixou tudo igual. Uma bola de três de Marquinhos alterou os ânimos dos candangos. Nezinho, um dos principais nomes da equipe no jogo, foi expulso quando o placar do quarto marcava 9 x 1 para o Flamengo, e o Universo/Brasília conseguiu colocar a cabeça de novo no jogo. Arthur, com a marca registrada do time na noite, arremessou e converteu mais três pontos, retomando a vantagem no marcador. Mas o nervosismo voltou a tomar conta da equipe, e os cariocas foram aproveitando as chances oferecidas pela marcação frágil e fecharam o jogo com o placar de 86 x 81.

O próximo compromisso do Universo/Brasília pelo NBB será diante do Pato Basquete, no próximo dia 28, às 19h30 em Pato Branco – PR. O rubro-negro carioca joga em casa contra o Paulistano, na próxima terça (22), às 19h.

André Gomes

Um apaixonado por esportes (com um carinho especial por futebol, basquete, surf e skate). Defende a ideia de que, por questões éticas, todo jornalista deve revelar o time que torce.

André Gomes tem 87 posts e contando. Ver todos os posts de André Gomes

André Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *