Maria Beatriz leva o ouro e Brasil finaliza Grand Slam com 17 medalhas

O Grand Slam de Judô chegou ao fim nesta terça feira (8) e trouxe mais quatro medalhas para o Brasil. Duas delas vieram na mesma luta, na final que aconteceu pela categoria pesado, para atletas com mais de 78 kg. Beatriz Souza, de apenas 21 anos, venceu Maria Suelen Altheman e conquistou sua primeira medalha de Grand Slam.

As outras duas medalhas vieram com David Moura, que foi derrotado pelo francês Teddy Riner na categoria pesado, para atletas com mais de 100 kg. Na categoria meio pesado (até 100 kg), Rafael Buzacarini conseguiu chegar à final, mas acabou ficando com a medalha de prata após perder por um ippon, conquistado pelo japonês Kentaro Iida no último minuto da luta.

O Brasil finalizou o Grand Slam de Judô liderando o quadro geral de medalhas com 17 ao todo, sendo quatro de ouro, nove de prata e quatro de bronze.

Vitória inédita

Beatriz Sousa não só conseguiu o ouro, como também quebrou um tabu que durava há quatro lutas: ela nunca conseguiu vencer Maria Suelen Altheman. A luta desta terça foi mais um grande combate entre as duas, com ambas tentando encaixar golpes e com a rival sempre defendendo bem as entradas. Mas, quando tudo levava a crer que teríamos uma decisão no Golden score, Beatriz conseguiu no minuto final um lindo wazari, que após imobilização da adversária, virou um ippon.

Beatriz afirmou estar feliz pela vitória e pela pontuação para as olimpíadas. “Foi uma grande luta, como sempre acontece entre a gente. Fico muito feliz pela vitória e por conseguir uma boa pontuação para ter a chance de disputar as próximas olimpíadas”.

Teddy, o histórico

O francês Teddy Riner segue fazendo história no judô. Ele venceu o brasileiro David Moura com um ippon aos 20 segundos de luta e conquistou a medalha de ouro. Com a vitória na final, ele chega a incríveis 152 lutas sem perder — um recorde que dificilmente será alcançado. A última derrota foi em 2010, para o japonês Daiki Kamikawa.

O Brasil tem dado sorte ao lutador. Esse foi o sétimo ouro do lutador no país. Aqui, ele ganhou três medalhas de ouro, dois títulos mundiais e um olímpico.

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 68 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *