Ceilandense bate Cruzeiro e incendeia a briga pela liderança da tabela

Na manhã deste sábado (21), Cruzeiro e Ceilandense protagonizaram um ótimo jogo no Estádio Serejão. Ambas as equipes entraram em campo sonhando com a liderança, e ao soar o apito final a torcida rubro-negra foi quem comemorou. O Carcará saiu na frente com Dan, mas o Dragão estava com mais fome de vitória. Com gols de Wallace e Betinho, o Ceilandense garantiu a virada e se consolidou mais do que nunca na briga pelo título.

O jogo

Movimentado. Essa é a melhor palavra para descrever o bom primeiro tempo da partida. Com menos de um minuto o Cruzeiro já chutava sua primeira bola ao gol. Dan arriscou de fora da área e a bola saiu fraca e despretensiosa, mas o goleiro Leo quase se complicou tentando encaixar.

Dan estava sendo bastante acionado pelo time. Aos 12 minutos ele recebeu em profundidade e bateu firme para abrir o placar. O Ceilandense não sentiu o golpe, e já na saída de bola respondeu. Kabrine arriscou do bico da grande área e quase marcou.

O time rubro-negro começou a usar bem a bola aérea nas cobranças de escanteio. Aos 16’, depois da zaga afastar mal, Wallace pegou um belo chute de primeira e guardou a bola no ângulo, empatando o confronto. Dois minutos depois, após outro corner, Índio ficou na cara do gol mas chutou em cima do goleiro Guilherme.

O Cruzeiro respondeu aos 25’. Novamente, Dan recebeu um ótimo passe de David, ganhou da marcação e chutou meio sem equilíbrio. O goleiro Leo não teve dificuldades para defender. O Dragão, que mostrava mais vontade de jogo, conseguiu a virada aos 33’. Andrezinho aproveitou a bobeira da zaga, roubou a bola, entrou na área e cruzou rasteirinho na medida para Betinho empurrar para o fundo do gol.

Segundo tempo

A segunda etapa foi bem diferente. As duas equipes não conseguiam criar chances claras de gol. O Ceilandense chegou com um minuto de bola rolando, explorando novamente os escanteios. Índio recebeu o cruzamento mas testou muito pra cima.

O primeiro chute do Carcará só aconteceu aos 12 minutos. Kelberson arriscou de fora e Leo foi no cantinho buscar. Novamente no tiro de canto, Betinho, aos 18′, tentou mas a bola saiu sem perigo.

Aos 21′, Dan, que era o melhor em campo pelo lado do Cruzeiro, chutou do meio da rua e quase surpreendeu Léo. O Ceilandense teve duas ótimas chances de matar de vez o confronto. A primeira, aos 37′, foi com Clécio, que recebeu livre na pequena área e cabeceou para fora. Depois foi a vez de Betinho, aos 46′, que recebeu na entrada da área, dominou e acabou isolando.

Dan ainda tentou o empate no último minuto cobrando falta, mas Léo fez uma bela defesa e garantiu a vitória do Dragão. Final de jogo, 2 x 1 Ceilandense.

As duas equipes voltam a campo no próximo sábado (28). O Cruzeiro vai até o Serra do Lago enfrentar o Brasília, às 11h, enquanto o Ceilandense encara o Samambaia, às 15h30, no Serejão.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 1 x 2 CEILANDENSE

Campeonato Candango 2ª Divisão 2019 – 5ª rodada

Estádio Serejão, Taguatinga – DF – 21/09/2019, às 10h30

Árbitro: Luiz Paulo Aniceto

A1: Lehi Sousa

A2: Gusthavo Souza

Quarto Árbitro: Gutemberguesom Almeida

Inspetor: Marrubson Freitas

CRUZEIRO

Guilherme; Jeovane (Nenê), Caio, Bruno, e Rodrigo;  Klebersom, Iury Raone e David (Jerffersin); Xandinho,  Lucas E (Lucas Gomes) e Dan.

Técnico: José Lopes Risada

Gols: Dan (12’ – 1ºT)

Cartão Amarelo: Caio.

Cartão vermelho: Não houve.

CEILANDENSE

Léo; Andrezinho, Wallace, Indio, e Kabrine;  Felipe (Thompson), Dadinho e Clécio; William (Heltinho),  Mirandinha (Marquinhos) e Betinho.

Técnico: Flu

Gols: Wallace (16’ – 1ºT) e Betinho (33’ – 1ºT)

Cartão Amarelo: Não houve

Cartão vermelho: Não houve

André Gomes

Um apaixonado por esportes (com um carinho especial por futebol, basquete, surf e skate). Defende a ideia de que, por questões éticas, todo jornalista deve revelar o time que torce.

André Gomes tem 25 posts e contando. Ver todos os posts de André Gomes

André Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *