Brasília Pilots sofre primeira derrota no BFA Feminino

As atletas do Brasília Pilots foram até o Rio de Janeiro para disputar a segunda rodada do BFA Feminino, mas acabaram voltando com a derrota na mala. O time do Bangu Castores venceu a partida por 30 x 12 e agora lideram o Grupo 1. Já o Pilots caiu para a segunda posição, mas ainda depende apenas de uma vitória no último jogo para se classificar. O duelo será em Brasília no dia 5 de outubro, contra a Portuguesa FA.

A equipe carioca começou o jogo dominante, enquanto o time do Pilots ainda engrenava na partida. Já no kickoff, o jogo terrestre se mostrou um diferencial para o Bangu, com um retorno de 32 jardas da retornadora Mariana. Nas jogadas seguintes o time seguiu usando seu corrido, que acabou sendo decisivo para a vitória. O nome do jogo foi a running back Man, que fez três touchdowns e recebeu alguns passes, chegando a quase 100 jardas na partida.

No primeiro touchdown da equipe, Man correu pelo meio da defesa e fez 6 x 0. Logo depois, uma conversão de dois pontos aumentou a partida pra 8 x 0. Pouco tempo depois, a QB Thamera acabou sendo interceptada, e o Bangu avançou até a linha de três jardas, conseguindo mais um TD corrido com Man e outra conversão de dois pontos, deixando o placar em 16 x 0, placar do primeiro quarto.

No 2º quarto o jogo ficou mais equilibrado, com boas ações das defesas de ambas as equipes. O Bangu chegou a recuperar mais um fumble, mas devido a diversas faltas, acabou tendo que devolver a bola sem marcar pontos. O jogo só teve uma nova pontuação nos dois últimos minutos do primeiro tempo. A running back Man novamente achou espaços na defesa e com corridas conseguiu entrar novamente na endzone, convertendo ela mesma os dois pontos, deixando o placar em 24 x 0. Man ainda conseguiria mais um touchdown no final do primeiro tempo (o seu terceiro na partida), após grande interceptação da linebacker Luri, finalizando em 30 x 0.

O segundo tempo foi totalmente diferente. As atletas do Pilots ouviu as orientações dos treinadores e passou a entrar no ritmo do jogo. Logo no início da etapa, a wide receiver Lara usou da velocidade para fazer os primeiros pontos da equipe após um retorno de punt.

Já na jogada seguinte, após um snap ruim, o Pilots novamente teve a posse, conseguindo a recuperação do fumble com a defensive end Paula. A equipe não converteu em pontos, mas viu em duas jogadas depois a quarterback Thamera demonstrar o motivo da convocação para a Seleção Brasileira: ela fez grandes passes e na endzone correu para marcar mais seis pontos para a equipe, que acabou novamente não conseguindo a conversação.

No fim da partida, o Pilots ainda conseguiu uma grande corrida que possibilitaria uma nova pontuação da equipe, mas uma falta na jogada fez com que a corrida não valesse, terminando o jogo em 30 x 12.

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo Jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 461 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *