Projeto quer obrigar clubes a ter profissional preparado para atender atletas da base

A Comissão do Esporte da Câmara Federal discutiu nesta quarta-feira (11) o Projeto de Lei (PL) 6204/2013, que trata sobre a obrigatoriedade dos clubes terem, em suas dependências, um profissional que seja capacitado para dar assistência aos garotos alojados a partir de 16 anos de idade, e que fique no encargo da função 24 horas por dia. Se a lei se consumar, as agremiações poderão ter contratos com os jovens cancelados em caso de descumprimento da obrigação.

O deputado Sergio Vidigal (PDT–ES) relatou o projeto na Comissão de Seguridade Social e Família e comentou sobre a importância do texto para resguardar os jovens que fazem parte das categorias de base dos clubes Brasil afora. “O texto estabelece a necessidade de que as entidades de prática desportiva formadoras de atletas mantenham profissionais idôneos e capacitados nos alojamentos. Assim, a presença integral de um profissional nesses estabelecimentos vai resultar em mais assistência aos jovens atletas em formação, e até mesmo trazer mais tranquilidade para as mães e os pais deles, pois irão saber que seus filhos estão sob tutela de uma pessoa de confiança”, afirma Vidigal.

O projeto tramita em caráter conclusivo e precisa ser aprovado na Comissão de Constituição e Justiça.

Incêndio no Ninho do Urubu

incêndio no alojamento das categorias de base do Flamengo, no Rio de Janeiro, colocou um prematuro ponto final em dez promissoras carreiras no futebol. Jovens de 14 a 16 anos de cinco estados do Brasil moravam em contêineres, longe das famílias, tudo para manter o sonho de alcançar o estrelato profissional. 

O incidente no CT do Flamengo, em Vargem Grande, zona oeste do Rio, nas primeiras horas da manhã do dia 8 de fevereiro, causou a morte de Arthur Vinícius, Bernardo Pisetta, Pablo Henrique, Vitor Isaías, Gedson Santos, Áthila Paixão, Christian Esmério, Rykelmo Viana, Jorge Eduardo dos Santos e Samuel Thomas. Jhonata Cruz Ventura, Cauan Emanuel Gomes Nunes e Francisco Dyogo Bento Alves ficaram feridos.

Depois da morte dos garotos, já tiveram início longas e intensas investigações por parte das mais variadas autoridades. A Secretaria da Fazenda diz que o Flamengo pagou 10 de 31 multas por irregularidades no Centro de Treinamento. Foi revelado também que o projeto original do CT determinava que o espaço onde ficava os contêineres que serviam como alojamento para os garotos, deveria ter apenas um jardim e um estacionamento. Uma das vítimas do incêndio, contou à Polícia que havia “gambiarra” nos ares condicionados.  

Rômulo Maia

Jornalista e goleiro de futebol. Apaixonado por todos os tipos de esportes e pelo jornalismo. Defende que as mulheres tenham as mesmas oportunidades que os homens, e que os mais carentes tenham incentivo à prática do desporto. "O esporte é a ferramenta de inserção social mais eficaz, pois o resultado é imediato e as transformações são surpreendentes."

Rômulo Maia tem 41 posts e contando. Ver todos os posts de Rômulo Maia

Rômulo Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *