Em duelo equilibrado, Brasiliense e Vila Nova terminam empatados

Chegando na penúltima semana de preparação para a estreia na Copa Verde diante do Vitória/ES, o Brasiliense mais uma vez colocou o pé na estrada e visitou Goiânia para jogar mais um jogo-treino. O adversário da vez foi o time do Vila Nova-GO, no CT do Tigre. Em um jogo equilibrado e com muitas ações ofensivas do Jacaré, o placar sem gols satisfez sobre a evolução do time para a chegada da Copa Verde.

Mantendo a mesma base que vem atuando nos últimos jogos-treino, o treinador Ricardo Antônio, mesmo com um elenco reduzido, deixando alguns jogadores em Brasília, valorizou os que vem se destacando a intensidade dos trabalhos e iniciou o jogo com: Neguetti, Alex Murici, Badhuga, Preto Costa e Gleissinho; Aldo, David Manteiga, Edno e Tchô, Jobson e Fabinho.

Em um primeiro tempo equilibrado, que terminou em 0 a 0, o Jacaré manteve sempre a bola no sistema ofensivo, trabalhando de forma objetiva o passe e valorizando os espaços. A equipe do DF ainda teve um lance de Perigo com Jobson, que recebeu cruzamento da esquerda e mandou de cabeça na trave, aos 19 minutos.

O Vila Nova, sem ação de força, caía na forte marcação do Jacaré, finalizando apenas duas vezes no gol de Neguetti na primeira etapa. Além disso, com muitas faltas no meio campo, a arbitragem e as equipes acabaram levando a partida sem gols até o término do primeiro tempo.

Modificando o time no segundo tempo, o comandante do Jacaré, Ricardo Antônio, manteve apenas três jogadores do time do primeiro tempo e usou a base com: Neguetti, Gabriel, Badhuga, Welton Felipe e Peninha; Sandy, Radamés, Almir, Jobson, Tony e Maikon Leite.

Mantendo o mesmo ritmo de jogo do primeiro tempo, o Jacaré, apesar do equilíbrio de jogo, acionou mais jogadas perigosas pelas pontas, principalmente com Maikon Leite e Tony, além das rápidas movimentações de Jobson no meio, que facilitava a troca de passes. A insistência das jogadas, gerava cruzamentos na área, que tentavam encontrar jogadores para a finalização, mas sem sucesso na definição da jogada.

Na reta final da partida, o Brasiliense ainda conseguiu duas finalizações ao gol adversário, mas não conseguiu balançar a rede, assim fechando o equilibrado jogo-treino sem a rede ser balançada.

No final do jogo, o treinador Ricardo Antônio gostou e avaliou o desempenho da equipe. “É muito positivo ver o time evoluindo e criando jogadas. Enfrentamos hoje um time de série B de futebol brasileiro que é o Vila Nova e conseguimos equilibrar um jogo, além de quase sairmos vitoriosos. Gostei da movimentação e da dedicação dos atletas, além da criação das jogadas que quase resultaram em gol”, concluiu.

O Brasiliense volta a campo na próxima quarta-feira (17), agora em Anápolis, no CT da equipe local, para enfrentar o Anápolis. A partida está marcada para às 15h30.

Por Lucas Bolzan/Brasiliense FC

DF Sports+

Mais Esporte, Mais Informação

DF Sports+ tem 206 posts e contando. Ver todos os posts de DF Sports+

DF Sports+

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *