Mesmo perdendo muitas chances, CFZ goleia Ceilandense

O campo da Metropolitana, localizado no Núcleo Bandeirante, recebeu na tarde deste domingo (14) a nona e última rodada da primeira fase do Candanguinho 2019. O time do Ceilandense, mandante da partida, enfrentou o CFZ. O time de Ceilândia terminou a competição em último lugar e sem vitórias após ser derrotado pelo pelo placar de 5 x 2. Já o time que carrega o nome de Zico não conseguiu alcançar a segunda posição do grupo B, que ficou com o Taguatinga.

O jogo, na primeira metade, foi truncado e sem espaços para as equipes desempenharem o bom futebol. A boa chance desperdiçada logo no primeiro minuto por Vitor Hugo, do Ceilandense, deu início às inúmeras oportunidades de gols perdidos no confronto. No lance, o atacante recebeu sozinho na área e ao tentar encobrir o goleiro João Pedro, acabou mandando pra fora.

Aos 17′, o primeiro gol do CFZ no jogo. Zé Carlos cobrou escanteio pela esquerda e João Vitor cabeceou no contrapé do goleiro Ícaro, que nada pode fazer. Aos 38 minutos, em mais uma cobrança de escanteio, desta vez Beguinha, embaixo da trave, cabeceou pra fora e perdeu a chance de ampliar a vantagem.

Os visitantes mostravam força nas jogadas aéreas, mas foi em uma jogada de escanteio que o Ceilandense marcou o primeiro tento. No último minuto da primeira metade, Arthur bateu o tiro de canto para o time da casa à meia-altura. A zaga afastou mal e Igor chutou de primeira para fazer um belo gol e empatar a partida. O técnico do CFZ, Eduardo dos Santos, chamou atenção da equipe pela desatenção.

Com o primeiro tempo pouco movimentado e os times desligados no jogo, as emoções e maiores chances de gols ficaram para a segunda etapa. Eduardo, que não havia gostado da postura do time ao final dos 45 minutos iniciais, fez duas alterações logo no intervalo e colocou o time pra frente, com quatro atacantes.

As mudanças deram certo logo no primeiro lance. Aos dois minutos, depois de tabela entre Matheus e João Vitor, o atacante que tinha acabado de entrar em campo fez o segundo gol dos visitantes. O tento abateu os donos da casa e, três minutos, depois Zé Carlos ampliou o placar com cabeçada sem chances para o goleiro.

O Ceilandense voltou a acreditar após o pênalti convertido por Vítor Luis aos 14 minutos da segunda etapa. Mas a reação dos mandantes não durou muito. Após outra bronca do técnico do CFZ, o time voltou a imprimir um maior ritmo de jogo e dominou a partida até acabar.

Os dois últimos gols do jogo só saíram no final, mas antes o atacante Zé Carlos ainda perdeu dois tentos cara a cara com Ícaro. Aos 31 minutos, ele recebeu de Samuel e chutou para boa defesa do arqueiro. Aos 34′, outra defesa do goleiro, em lance muito parecido com o anterior, o camisa 49 recebeu de novo do lateral Samuel, mas chutou fraco e facilitou para o camisa 1 da equipe mandante.

Aos 38 minutos saiu o quarto gol do CFZ. Zé Carlos, desta vez, fez o papel de assistente e cruzou na medida para Coruja marcar.

O último gol saiu só nos acréscimos. Matheus fez bela jogada pela ponta esquerda, driblou dois jogadores e bateu na saída do goleiro para marcar o gol mais bonito da partida e fechar a conta. Final de jogo: Ceilandense 2×5 CFZ.

O time da casa saiu da competição sem nenhuma vitória. Já os visitantes avançaram para as quartas de final e vão enfrentar o time do Gama.

FICHA TÉCNICA

CEILANDENSE 2 x 5 CFZ

Campeonato Candango de Juniores de 2019 – Fase de grupos (nona rodada)

Estádio Metropolitana – DF – 14/07/2019, às 15h30

Árbitro: Cristofer Souza

A1: Marconi Souza

A2: Eric Ramos

4º: Adriano Luiz 

CEILANDENSE

Icaro; Vitor Daniel, Igor, Ezequiel e Filipe; Arthur, Milton  e Maia; Thiago, Vitor Hugo e Vítor Luis.

Técnico: Milton Fraga.

Gols: Igor (47’ – 1ºT), Vítor Luis (14’ – 2ºT).

Cartões amarelos: Filipe.

Cartão vermelho: Não Houve.

CFZ

João Pedro; Renan (Alexandre), Max, Angeli (Weverton) e Samuel; Beguinha, Estevão (Matheus), Luan; João Vitor (Felipe), Zé Carlos e Coruja.

Técnico: Eduardo dos Santos.

Gol: João Vitor (17’ – 1ºT), Matheus (2’ – 2ºT e 46′ – 2ºT), Zé Carlos (5’ – 2ºT) e Coruja (38’ – 2ºT).

Cartões amarelos: Não houve.

Cartão vermelho: Não houve.

Luiz Fernando Santos

Engenheiro eletrônico de formação, decidiu seguir a carreira jornalística por amor ao esporte. Está na área como repórter e comentarista desde 2018.

Luiz Fernando Santos tem 19 posts e contando. Ver todos os posts de Luiz Fernando Santos

Luiz Fernando Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *