Foto: Hugo Barreto/Metropoles.com

Brasiliense perde para o Vitória-ES e está eliminado da Serie D

O Serejão recebeu, na tarde deste domingo (23), o jogo de volta entre Brasiliense x Vitória-ES, válido pela segunda fase da Serie D. O Jacaré apostou no jogo aéreo e não conseguiu segurar os capixabas, que tocavam bem a bola e aproveitavam bem os contra-ataques. Com gols de Cassio e Carlos Vitor para o Vitória, e Aldo para o Brasiliense, o placar de 2×1 eliminou o time candango, que agora deve focar os esforços na Copa verde.

Jogo lá e cá

A partida começou truncada, com o Vitória buscando trabalhar mais a bola e o Jacaré apostando na ligação direta. O time amarelo foi quem teve a primeira chance de gol, aos nove minutos, na cabeçada de Michel Paltini que parou nas mãos de Harrison. Já no lance seguinte veio a resposta capixaba. Watson arriscou de fora da área, mas a bola acabou saindo pelo lado esquerdo da meta de Edmar Sucuri.

Apesar da troca de passes proposta pelo Vitória, foi na bola parada que os visitantes abriram o placar, aos 14 minutos. Pela ponta esquerda, Rafael Pernão chegou com velocidade e finalizou. Lúcio travou jogando pra escanteio. Na cobrança, Watson levantou a bola na medida pra Cassio cabecear para o fundo do gol.

Após o gol, o Brasiliense melhorou na partida e teve duas boas chances de empatar. A primeira foi aos 19’, na falta cobrada por Tchô, que o goleiro do Vitória foi buscar no ângulo e botar para escanteio. Depois, aos 22’, Alex Murici chutou bonito na entrada da área, e Harrison segurou. Mas a partir daí, o time começou a forçar cruzamentos na área e errava muito na construção de jogadas.

Aos 26’, Emerson cabeceou sem força nas mãos de Edmar Sucuri. Três minutos depois, em uma cobrança de escanteio, o Brasiliense chegou a empatar a partida, mas o árbitro Alisson Furtado marcou falta de ataque.

Mais uma vez no cruzamento o Brasiliense tentava chegar. Tchô, aos 35’, tentou de cabeça, mas sem perigo de gol. Watson deu fim às emoções do primeiro tempo, após acertar a trave do Jacaré em uma bomba de falta.

Brasiliense pressionou, mas não evitou a derrota

O segundo tempo começou com o Brasiliense em cima, buscando empatar. Aos oito minutos, um bate-rebate quase resultou em gol do time amarelo. Logo depois Romarinho teve duas chances de marcar. Aos 11’, depois de receber um cruzamento, o camisa 20 testou e Harrison pegou. Dois minutos depois, chutou no cantinho, mas Harrison de novo estava na jogada.

Aos 23’, a bola sobrou pra Lúcio dentro da área. Sozinho, o capitão isolou a bola. Um minuto depois veio a primeira chance do Vitória. Uma boa troca de passes achou Carlos Vitor, que chutou fraco no meio do gol.

A pressão do Brasiliense diminuiu, e com isso o Vitória viu a chance de matar o confronto. Aos 34’, Carlos Vitor puxou o contra-ataque, a zaga do Jacaré se atrapalhou, e o camisa 10 capixaba ficou cara a cara com Sucuri, marcando o segundo do Vitória na partida.

A reação amarela veio quatro minutos depois. Cruzamento para a área e Aldo guardou, mantendo as esperanças do Jacaré no jogo. Desesperado pelo gol de empate, Edmar Sucuri se lançava na área nas cobranças de escanteio, que por duas vezes, com o goleirão fora do gol, o Vitória não marcou. Sem criatividade, o Brasiliense viu o árbitro encerrar o jogo e sacramentar a desclassificação. Final de jogo: Brasiliense 1×2 Vitória.

O Jacaré volta a campo agora pela Copa Verde, onde encara o próprio Vitória, no dia 24 de julho, no Espírito Santo. Com a classificação, o time capixaba enfrenta agora o Ituano pela Serie D, com local e data a se definir.

Revolta da torcida

A torcida do Jacaré protagonizou uma confusão no fim do jogo. Ao perceber a cabine onde se encontrava a diretoria do clube, eles pularam a grade e tentaram agredi-los. Vários equipamentos do estádio e até bens de jornalistas e torcedores foram danificados na confusão.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 1×2 VITÓRIA-ES

Campeonato Brasileiro Série D 2019 – 2ª Fase (volta)

Estádio Serejão, Taguatinga/DF – 23/06/2019, 15h30

Árbitro: Alisson Furtado (TO)

A1: Fabio Pereira (TO)

A2: Cipriano da Silva Souza (TO)

Quarto árbitro: Maguielson Lima (DF)

BRASILIENSE

Edimar Sucuri; Alex Murici, Lúcio, Badhuga e China (Mirandinha); Aldo, David Manteiga e Tchô (Peninha); Fabinho (Maikon Leite), Romarinho e Michel Platini.

Técnico: Ricardo Antônio. 

Gols:  Aldo (38’ – 2ºT)

Cartões amarelos: Aldo e Badhuga.

Cartão vermelho: Não houve.

VITÓRIA-ES

Harrison; Cassio, Ferrugem, Leo Breno e Emerson; Nick (Barboza), Thiago Ramos e Watson (Gianlucas); Carlos Vitor, Rafael Perdão e Baiano (Thainler).

Técnico: Valdir Bigode

Gol: Cassio (14’ – 1ºT) e Carlos Vitor (34’ 2ºT).

Cartões amarelos: Rafael Pernão, Emerson, Harrison e Thiago Ramos.

Cartão vermelho: Não houve.

André Gomes

Um apaixonado por esportes (com um carinho especial por futebol, basquete, surf e skate). Defende a ideia de que, por questões éticas, todo jornalista deve revelar o time que torce.

André Gomes tem 87 posts e contando. Ver todos os posts de André Gomes

André Gomes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *