Brasiliense e Ituano empatam e ninguém se isola na liderança

Valendo a liderança isolada do Grupo A13 do Brasileirão Série D, Brasiliense e Ituano se enfrentaram na tarde deste domingo (26), no estádio Serejão. A partida que teve leve superioridade do time amarelo terminou empatada sem gols. O destaque vai para os dois tentos marcados por Romarinho, que foram bem anulados pela arbitragem. Com o empate, as duas equipes seguem dividindo a liderança do grupo, com oito pontos cada, sendo que o Ituano leva vantagem no saldo de gols.

O jogo

Aproveitando o fator casa, o Jacaré foi melhor durante todo o primeiro tempo. Logo com dois minutos de bola rolando, Romarinho teve duas chances de abrir o placar. A primeira dela em uma cabeçada, aproveitando o cruzamento de Fabinho, e depois com um chute de fora da área que acabou saindo por cima do gol.

O Ituano respondeu aos 7’ com Gui Mendes. O camisa 9 foi derrubado pela defesa, se levantou e acertou um foguete, que passou levando muito perigo. Aos 15’ foi a vez de Peninha acertar belo chute. Após receber na entrada da área, o meia limpou o lance e bateu no cantinho, obrigando o goleiro Pegorari a se esticar e colocar pra escanteio.

A partida esfriou, e as equipes não conseguiam chegar com perigo às metas adversarias. A torcida do Brasiliense chegou até a comemorar quando Romarinho balançou a rede aos 40’, mas o auxiliar já havia assinalado impedimento, e o primeiro tempo encerrou-se com o placar de 0x0.

A segunda etapa foi bem mais movimentada. A primeira chance foi da equipe paulista. Correa bateu falta e Edmar Sucuri subiu e ficou com a bola. O goleiro repôs rapidamente, e o Jacaré armou o contra-ataque. Alex Murici recebeu pela direita e cruzou na medida para Romarinho, que testou a bola pela linha de fundo.

Árbitro mostrou cartão vermelho para o auxiliar Rodriguinho. Cartões para a comissão é uma das novidades do futebol. Foto: Enilson Duarte/DF Sports

O Ituano se mostrava mais perigoso no segundo tempo. Aos 10’, uma bola cruzada sobrou para Luizinho, que, na marca do pênalti, isolou a bola. O Brasiliense respondia com rapidez as investidas do Ituano. Aos 11’, Alex Murici bateu lateral para a área, a bola encontrou Romarinho, que colocou a bola no gol com o braço. A auxiliar avisou o árbitro Paulo Cesar Zanovelli da Silva, que anulou mais um gol do Brasiliense na partida.

Romarinho colocou uma máscara e comemorou gol junto à torcida. Só depois veio a anulação. Foto: Enilson Duarte/DF Sports

Luizinho, que era o melhor em campo do Ituano na segunda etapa, recebeu pela direita e chutou com veneno, mas a bola acabou saindo sem direção ao gol. A partir daí o Jacaré tomou as rédeas do jogo. Edno teve a chance de abrir o placar, aos 25’, com uma cabeçada para fora. As 30 minutos foi a fez de Alex Murici levar perigo ao gol do Ituano. O lateral soltou a bomba em uma cobrança, Pegorari defendeu mandando pra escanteio. O Brasiliense bateu rápido o tiro de canto, e um bate-rebate na área quase deu origem ao primeiro gol da partida.

Aos 38’, Edno teve a oportunidade de marcar um golaço, na jogada que talvez tenha sido a mais bonita do jogo. Depois de tentar tabelar dentro a área, a bola acabou subindo e o atacante emendou um voleio que por pouco não surpreendeu o goleiro do Ituano. As emoções do jogo se encerraram com o chute cruzado de Angelotti nos acréscimos, que parou nas mãos de Sucuri.

O Brasiliense volta a campo pela série D no próximo dia primeiro de junho, às 15h30. O adversário será a URT/MF, no estádio Serejão. Já o Ituano encara o Serra-ES, no mesmo dia, às 16h00, no Novelli Júnior.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 0x0 ITUANO

Campeonato Brasileiro Série D 2019 – Fase de grupos (quarta depois)

Estádio Serejão, Taguatinga/DF – 04/05/2019, 15h30

Público: 834 pagantes

Renda: R$ 4.700,00

Árbitro: Paulo Cesar Zanovelli da Silva/MG

A1: Marconi Helbert Vieira/MG

A2: Marcyano da Silva Vicente/MG

Quarto árbitro: Vanderlei Soares de Macedo/DF

Analista de Campo: Jamir Carlos Garcez/DF

BRASILIENSE

Edimar Sucuri; Alex Murici, Lúcio, Badhuga e China; Aldo, David Manteiga e Peninha (Edno); Fabinho (Maikon Leite), Romarinho (Reinaldo) e Michel Platini.

Técnico: Ricardo Antônio. 

Gols:  Não houve.

Cartões amarelos: Michel Platini, Ricardo Antônio, Lucio.

Cartão vermelho: Não houve.

ITUANO

Pegorari; Pacheco, Mateus, Leo Rigo e Peri; Paulinho Dias, Correa, Serrano (Fellipe) e Marquinho (Angelotti); Gui Mendes e Claudinho (Luizinho).

Técnico: Vinícius Bergantim

Gol: Não houve.

Cartões amarelos: Peri, Luizinho, Paulinho Dias.

Cartão vermelho: Não houve.

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 3024 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *