Apesar do curto tempo, Formosa investe forte e almeja título do Candanguinho

Desde o dia 22 de abril, a equipe de Juniores do Formosa trabalha para o Candanguinho 2019. Período curto — o próprio treinador Heli Carlos é quem opina. Mas, se depender da força de vontade da comissão técnica e dos atletas, isso não será empecilho.

Do dia em que os trabalhos começaram ao dia da estreia do Tsunami do Candanguinho, são exatos 26 dias. A equipe estreia no próximo sábado (18) contra o Brasília, fora de casa.

O elenco é cheio. São 30 atletas com média de idade entre 18 e 19 anos. A maioria é de Formosa-GO, cresceu perto do clube. Porém, alguns reforços de Rio de Janeiro, São Paulo e Mato Grosso complementam o plantel. A diretoria dá respaldo a Heli Carlos para contratar novas peças, caso assim a comissão técnica julgue necessário.

Todos os atletas treinam intensamente desde o dia 22. A comissão reveza entre jogo-treino, treino tático e academia, com seriedade e firmeza. O trabalho acontece no estádio Diogão e em um campo na saída sul da cidade, de segunda a sexta, em dois períodos.

Manhã e tarde: molecada do Formosa pega pesado para fazer bonito. Foto: Aline Santiago/DF Sports

Dos 30 atletas, o técnico Heli Carlos cita dois destaques. Um é o meia Roney, que estava no time na temporada passada. Diego Planalto é outro exemplo. Diego, inclusive, jogou o Candangão pelo time profissional neste ano.

Uma das armas do Tsunami para conquistar o título inédito é o fator casa. A equipe mandará os jogos no estádio Diogão, onde a torcida sempre se faz presente e os adversários são bem recebidos, mas não têm tarefa fácil.

Fazendo um balanço geral, o técnico Heli Carlos vê equilíbrio total no Candanguinho 2019. “Esse ano será o ano mais difícil da competição, pois os investimentos das equipes estão maiores e todo mundo quer título. Mas estamos confiantes no nosso trabalho e queremos batalhar muito para conquistar o título e deixar uma base para o time profissional do ano que vem”, afirmou Heli.

Em ano de preparação intensa de todas as equipes, o Formosa não fica por baixo, e o comandante aproveita para frisar isso. “Quero agradecer ao prefeito Gustavo Marques e ao Secretário de Esportes aqui de Formosa, o Caburé. Eles nos ajudam muito a tocar o projeto”, concluiu o treinador.

COMISSÃO TÉCNICA

Técnico: Heli Carlos

Preparador de goleiros: Shayder Moura

Fisioterapeuta: Samuel Oliveira

Massagista: Mauro Bonfim

Diretor de futebol: Henrique Botelho

Presidente: Cassildo Cassiano

Colaborou Aline Santiago

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2478 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *