Superação e final antecipada: Prevermed bi-campeão master de vôlei.

Longe de Brasília, que comemorava seu 59º aniversário, a equipe feminina de vôlei da Prevermed conquistou no domingo (21) o troféu de bi campeã do Campeonato Brasileiro Master de Vôlei de 2019, em Santos/SP. Por 2 sets a 1, as brasilienses bateram as mineiras do Olympico na grande decisão e soltaram o merecido grito de campeão depois de muita superação até a partida derradeira.

A saga das incertezas
Após a conquista do título de 2018, a equipe sofreu a baixa de 5 atletas de seu plantel, duas delas por lesão. Por este motivo, a Prevermed passou por um longo período de incertezas, sem saber se disputaria o campeonato em 2019. Além do mais, foram longos e desgastantes meses sem treinamentos.

Porém no final de 2018 era hora de sacudir a poeira. Uma seletiva para captação de atletas foi executada e a equipe enfim pôde ser montada para a temporada que estava por vir. Era hora de correr atrás do tempo perdido e treinos intensivos foram feitos a fim da recuperação de ritmo e preparação para os desafios seguintes.

Com a virada do ano, 3 competições estavam no caminho da Prevermed, que alcançou a façanha de erguer dois destes torneios. O bom rendimento nas competições confirmava a todos e de uma vez por todas que a equipe tinha totais condições de disputar o Brasileiro em abril. Com 15 atletas em seu plantel, a equipe rumou a Santos/SP.

Tie break marca a trajetória até a final: Prevermed bi campeã
O caminho até a grande final começou com um susto. Diante do Cia do Vôlei/PR, na estreia do Campeonato Brasileiro, uma dura derrota mexeu com o emocional da equipe: 2 sets a 1 a favor das paranaenses. A derrota causou sentimento de desmotivação, mas as atletas souberam superar.

Na partida seguinte, diante do Master Sul/RS, a superação se fez real. Mesmo saindo atrás no placar, a Prevermed foi guerreira e buscou a virada, vencendo a partido por 2 sets a 1. No último jogo, precisando da vitória para avançar de fase, as adversárias da qualificada equipe da AABB/CE tentaram assustar, mas novamente no Tie Break as brasilienses venceram e
avançaram para as semifinais na 2ª colocação da chave.

Finais
Uma final antecipada. Essa foi a característica da semifinal diante do Superball/MG. Dos últimos três títulos, as mineiras haviam vencido dois (2016 e 2017) e as brasilienses o último, em 2018. Uma partida emocionante até o último segundo e nova vitória da Prevermed no Tie Break. O DF estava novamente na final.

Na grande e derradeira partida pelo título, novo adversário mineiro. Dessa vez, no caminho da Prevermed estava o Olympico e, para não perder o costume, muita emoção e novo triunfo no Tie Break. Por coincidência do destino, o importante título brasileiro caiu nas mãos da equipe de Brasília
no dia de seu aniversário. Um ótimo presente para comemorar os 59 anos da Capital Federal.

Para Lídia, atleta da equipe, a sensação do título foi única “Nós estávamos inseguras, mas bem podia os imaginar que o melhor do pódio estava guardado para nós. A sensação é de que Deus nos honrou”, comenta.

Marcinha, outra campeã, concorda com a companheira de equipe e
fala sobre superação: “Difícil descrever (a sensação de conquistar o título) pois esse ano foi a superação da superação. Único time sem a posição central e todos os outros times completos e de nível altíssimo. Deus nos honrou”, pondera.

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2263 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *