Nunes decide de pênalti e Gama bate o Brasiliense no clássico verde e amarelo

O cenário era perfeito para os amantes do futebol e, principalmente, do futebol de Brasília. Gama e Brasiliense se enfrentaram no Bezerrão, neste domingo (17), às 17h. Era um duelo de líderes, uma verdadeira final antecipada, o tradicional e imponente clássico verde e amarelo. O alviverde em primeiro lugar, o Jacaré em segundo. Ambos com 22 pontos, com vantagem gamense no saldo de gols.

Em campo, melhor também para o Gama, que impôs um excelente ritmo de jogo no primeiro tempo e buscou um gol aos 21 minutos da etapa inicial. O autor? Nunes, ex-Brasiliense. De pênalti, o centroavante garantiu a vitória alviverde e, de quebra, inaugurou o gol do Brasiliense, que até então não havia sido vazado.

Gama domina o primeiro tempo

Se era emoção e um verdadeiro jogão de bola que o torcedor queria, foi o que ele assistiu na etapa inicial. Logo aos 2 minutos de jogo, Jeferson Maranhão carregou a bola pelo lado direito de campo, se aproximou da área e cruzou a bola. O chute, porém, foi fraco, nas mãos de Edmar Sucuri.

A estratégia adotada por Vilson Tadei foi justamente a de começar em cima, atacando o Brasiliense: surtiu efeitos. Aos 4 minutos, Nunes recebeu bom passe pela esquerda e, de dentro da área, mandou por cima do gol. A finalização incedeou o Bezerrão, que se tornou um show a parte entre as torcidas.

A equipe alviverde permaneceu em cima do rival, fazendo com que o Jacaré não encontrasse opções de ataque, se acoando no campo defensivo. A estratégia continuou dando frutos positivos ao Gama, que seguiu finalizando ao gol de Sucuri.

Sem funcionalidade em seu meio de campo, o Brasiliense só assistiu Vitor Xavier receber passe em profundidade dentro da área e arriscar um drible em cima de Sucuri. O quíper do Jacaré errou o tempo de bola e acabou derrubando Xavier na grande área. Pênalti bem assinalado por Rodrigo Raposo. Na cobrança, Nunes inaugurou o marcador e a defesa do Brasiliense em 2019, até então intransponível. 1 x 0.

O alviverde continuou atacando e o Brasiliense sentiu o gol. Aos 26’, Tarta cobrou falta da intermediária e a bola bateu na barreira. No rebote, o mesmo Tarta mandou a bola de longe, mas por cima do gol.

Após os 35 minutos do primeiro tempo o Gama naturalmente tirou o pé, e o Brasiliense enfim pôde criar suas jogadas. A melhor delas, em jogada de escanteio, Almir cabeceou a bola em cima de Rodrigo Calaça, aos 40 minutos da primeira etapa, dando números finais ao período.

Segundo tempo mais frio, mas movimentado: Brasiliense cresce no jogo

A segunda etapa começou melhor para o Brasiliense. O lateral alviverde Alex Santos sentiu logo no princípio e teve de ser substituído por Lúcio. A saída de Alex deixou lenta a transição defensiva do Gama, que viu o rival melhorar com as entradas de Morais e Gilvan. Maikon Leite também acabou subindo ao campo de jogo, somando forças ao ataque amarelo.

Aos 16’, Gilvan aproveitou sobra na grande área e girou batendo ao gol. A bola, porém, subiu demais. Aos 27’, Alex Murici encontrou Romarinho dentro da área, sozinho. O atacante cabeceou, mas a bola saiu pelo lado esquerdo de Calaça, sem assustar o goleiro.

Apesar de impor o próprio volume de jogo contra o Gama durante todo o segundo tempo, faltou objetividade ao Jacaré. A equipe não conseguiu imprimir jogadas de perigo, recorrendo a bolas alçadas e ligações diretas.

O Gama ainda teve uma grande chance com Nunes, aos 44 minutos. Tarta impôs velocidade pela esquerda, deixou dois marcadores para trás e achou o camisa 9 sozinho na marca do pênalti. Ele mandou com muita força pro gol, e a bola subiu demais.

Pouco tempo depois Rodrigo Raposo assinalou o fim de jogo. Com a vitória, o Gama se isolou na liderança ao atingir os 25 pontos no Candangão. O Brasiliense permanece na segunda colocação. Na próxima rodada, o Gama visita o Real, no Mané Garrincha, na quarta-feira (20), às 15h30. Na mesma data e horário, O Brasiliense recebe o Sobradinho no Abadião, reeditando a final de 2018.

GAMA 1 x 0 BRASILIENSE

Campeonato Brasiliense de Futebol – 9ª rodada
Estadio Bezerrão – Gama-DF – 17/03/2019, 17h
Público: 9.155 pagantes
Renda: R$ 112.550,00
Árbitro: Rodrigo Raposo
A1: Leila Cruz
A2: Lehi Cruz

Quarto Árbitro: Gildevan Lacerda
Quinto Árbitro: Mizael Quintino
Inspetor: Raimundo Lopo


GAMA
Rodrigo Calaça; Alex Santos (Lúcio), Gustavo, Emerson e Mário Henrique; Tiago Gaúcho (Wisman), Tarta e Gilsinho (Wagner); Jeferson Maranhão, Vitor Xavier e Nunes
Técnico: Vilson Tadei
Gol: Nunes (21 – 1ºT)
Cartão amarelo: Jeferson Maranhão
Cartão vermelho: não houve

BRASILIENSE
Edmar Sucuri; Alex Murici, Lúcio, Badihuga e Gleissinho; Geovane, Erick Flores (Maikon Leite) e Emerson; Almir (Morais), Reinaldo e Romarinho (Gilvan).
Técnico: Adelson de Almeida
Gol: não marcou
Cartão amarelo: Geovane
Cartão vermelho: não houve.

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2843 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *