Formosa bate o Ceilândia e volta ao G-8 do Candangão

Fora de casa, Jessuí decide para o Tsunami do Cerrado e time goiano bate o Gato Preto por 1 x 0

Na tarde desta quarta (13), o Ceilândia recebeu o Formosa e acabou sendo superado em partida movimentada da oitava rodada do Candangão 2019. Com uma campanha abaixo dos anos anteriores, o Gato Preto apresentou um primeiro tempo com rendimento baixo, com apenas uma chance clara de gol. Já o Tsunami do Cerrado, buscou o gol durante os 90 minutos e com amplas chances a frente do gol adversário, conseguiu sair com a vitória.

Com uma vitória importantíssima fora de casa, o Formosa entrou no G-8 do Candangão, com chances de classificação para a próxima fase. Já o Ceilândia caiu para a nona posição, tendo que vencer para voltar novamente a zona de classificação para o mata-mata. O gol da partida foi marcado por Jessuí para o Formosa.

O Jogo
A partida começou movimentada no meio campo. No primeiro minuto de jogo, Michel Jardim fez falta dura no meio campo e recebeu o primeiro cartão amarelo do confronto. Em fase de estudo, as duas equipes buscaram furar a defesa adversária para buscar finalizações.

Aos 9 minutos, Jean Bala experimentou de fora da área e Victor Brasil realizou grande defesa para o gato preto, colocando a bola para escanteio. Com o lance perigoso, o Formosa se animou e dois minutos depois, aos 11, Juninho Arinos, também de fora da área, chutou e a bola passou raspando a trave esquerda do gol do Ceilândia.

As movimentações do Formosa fizeram o Ceilândia acordar na partida. Aos 16 minutos, o Gato Preto teve uma baixa. Romário acabou se lesionando e o técnico Jairo de Araújo foi obrigado a sacá-lo para a entrada de Cleiton Jr. A mudança melhorou o sistema ofensivo do Ceilândia que passou a tocar mais a bola no campo ofensivo.

Aos 18 minutos, a três passos da grande área, Rato cobrou falta na área do Ceilândia, Agenor subiu para finalizar e a defesa do Ceilândia tirou o perigo. O lance gerou revolta para os jogadores do Formosa, que reclamaram de um possível pênalti não marcado sobre o volante Agenor.

Em seguida, aos 24, outra falta para o Formosa. Jean Bala chutou e a bola passou raspando o travessão da meta do goleiro Victor Brasil. Até o momento, o Formosa estava dominando a partida e o Ceilândia não conseguia neutralizar as investidas da equipe goiana.

Aos 26 minutos aconteceu o primeiro lance perigoso do Ceilândia no jogo. Cleiton Jr. recebeu passe e chutou a queima roupa e o goleiro Matheus rebateu, na sobra, Gago tocou no canto direito e de novo Matheus realizou outro milagre para o Formosa, colocando a bola para escanteio.

O lance de perigo assustou o Formosa. O time goiano passou a realizar marcação mais pesada e o árbitro Rodrigo Raposo distribuiu cartões para os jogadores, Rato, Foguinho e Gago, por faltas duras e também para o zagueiro Elton, por retardar a cobrança de falta ao seu favor.

Aos 40 minutos o Formosa chegou novamente. Jair Júnior subiu em velocidade pela direita e cruzou na cabeça de Jessuí. O atacante cabeceou e quase marcou para o time goiano.

A partida estava intensa e aos 43 minutos do primeiro tempo, houve uma lambança da defesa do Ceilândia. Após bola lançada para o campo de ataque do Formosa, o atacante Jean Bala fez pressão sobre Cocada que ao tentar tocar a bola para o goleiro Victor Brasil, foi superado por Jean Bala que tocou para Jessuí sozinho colocar a bola no fundo das redes. Ceilândia 0 x 1 Formosa.

O gol animou o Tsunani do Cerrado. No último minuto do primeiro tempo, Foguinho sofreu falta. Na cobrança, Rato explodiu a barreira do Ceilândia e na sobra o camisa 10 chutou forte a quase marcou o segundo gol do Formosa no jogo. Para o alívio do Ceilândia, Rodrigo Raposo apontou o centro do campo e finalizou o primeiro tempo.

Na volta para a segunda etapa, o técnico Jairo de Araújo sacou Kabrine para a entrada do atacante Wallace. Com a mudança, o Gato Preto melhorou e passou a ter mais ataques com velocidade.

O Ceilândia passou a dominar as ações. Aos 8 minutos, Juninho Arinos recebeu cartão amarelo por falta dura em Wallace. Na cobrança da falta, a bola foi alçada na área e Michel Jardim sozinho perdeu a chance de empatar a partida.

Com o Formosa mais acuado, o técnico Heli Carlos mudou o time goiano. Maxwell entrou no lugar do volante Foguinho e colocou o Formosa para cima. Em seguida Wilker fez falta dura no meio campo e recebeu amarelo. Preocupado com os cartões, Jairo de Araújo tirou Wilker para a entrada de Luciano Mandi no Ceilândia.

A metade do segundo tempo foram de alterações e cartões no duelo. Cocada e Felipe Marcelino levaram cartões amarelos. Cocada por reclamação e Felipe Marcelino por falta. Roque Netto entrou no lugar do lateral Glauber no time do Formosa.

Aos 38 minutos, o Ceilândia produziu mais um lance de perigo. Cleiton Jr. recebeu lançamento na área e cabeceou a bola na trave esquerda do goleiro Matheus. Um minuto depois, por cansaço, Jessuí foi substituído por Alandelon.

O árbitro Rodrigo Raposo acenou 5 minutos de acréscimo no confronto que estava pegando fogo. Aos 45, em mais uma investida do Ceilândia, Wallace chegou em velocidade, tocou para a área, a bola passou pelos zagueiros, pelo goleiro Matheus e também pelo Zagueiro Cocada que não alcançou a bola para marcar para o Gato Preto. Após o lance de perigo, as duas equipes já cansadas, já não tinham mais forças para chegar ao ataque. A última tentativa do Gato Preto por contra-ataque foi parada pelo lateral Jair Júnior que recebeu o segundo cartão amarelo e o vermelho.

E depois de muito desgaste e chances para os dois lados, a partida foi finalizada com a vitória do Formosa diante do Ceilândia no placar de 1 x 0.

Atacante do Formosa retribui gols em ajuda a famílias carentes

Em entrevista à equipe do DF Sports no final do primeiro tempo, o atacante Jessuí falou que fez uma promessa com a equipe goiana. A cada gol que o camisa 9 faz vestindo a camisa do Formosa, uma família carente da cidade de Formosa/GO é presenteada por ele com uma cesta básica.

Na próxima rodada, o Ceilândia recebe o Formosa no dia 13/03, no estádio Abadião. Já o Gama também joga dia 13 contra o Sobradinho, no estádio Bezerrão.

FICHA TÉCNICA

CEILÂNDIA 0X1 FORMOSA

Campeonato Brasiliense de Futebol – 8ª rodada
Estádio Abadião – Ceilândia – DF – 13/03/2019, 15h30
Público: 56 pagantes
Renda: R$ 575,00
Árbitro: Rodrigo Raposo
A1: Westhane Cassiano
A2: Gutemberg Costa

Quarto Árbitro: Mateus Morais
Inspetor: Raimundo Lopo

CEILÂNDIA
Victor Brasil; Murilo, Cocada, Felipe Marcelino e Kabrine (Wallace); Helinho, Michel Jardim (David), Gago e Wilker (Luciano Mandi); Romário (Cleiton Jr.) e Sami.
Técnico: Jairo Araújo
Gols: não houve.
Cartões amarelos: Michel Jardim, Gago, Cocada, Wilker e Felipe Marcelino.

FORMOSA
Matheus; Jair Júnior, Elton, Paganelli e Glauber (Roque Netto); Agenor, Juninho Arinos, Foguinho (Maxwell) e Rato; Jean Bala e Jessuí (Alandelon).
Técnico: Heli Carlos.
Gols: Jessuí (43’- 1ºT).
Cartões amarelos: Rato, Foguinho, Elton, Jair Júnior.
Cartões vermelhos: Jair Júnior.

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2508 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *