Após nova derrota, Brasília Vôlei segue na zona da degola na Superliga

Na noite desta terça-feira (26), o BRB/Brasília Vôlei enfrentou o Fluminense F.C. no ginásio do Sesi, em Taguatinga, pela 9ª rodada do returno da Superliga Feminina 2018/2019. As cariocas saíram vitoriosas por 3 x 0, com parciais de 27 x 25, 21 x 25, 14 x 25 e 16 x 25. Com o resultado, a situação das brasilienses ficou crítica, com o time na zona de rebaixamento. Já o tricolor carioca subiu para sétima colocação, na faixa de classificação para os playoffs da competição.

A partida começou com a meio-de-rede do Fluminense, Letícia Hage, abrindo o placar com um ponto de bloqueio. A equipe carioca explorou as fortes finalizações de ataque para pontuar. Por sua vez, o Brasília valeu-se em pontuar com os bloqueios. O clube carioca conseguiu vantagem de dois pontos durante boa parte. No entanto, com os ataques de fundo de Renatinha, o time do DF ficou à frente do placar (10 x 9). As visitantes voltaram a dianteira com erros no sistema defensivo das mandantes (13 x 16).

No entanto, não demorou muito e as brasilienses conseguiram o empate. Em seguida, Natália as colocou novamente na liderança após dois pontos de bloqueios e um ataque de fundo (21 x 19). Inácio Junior, técnico do Brasília Vôlei, pediu parada técnica para orientar que as atletas aproveitassem os contra-ataques. As orientações surtiram efeito e o clube ganhou o primeiro set por 27 x 25.

A segunda etapa ficou empatada até o quarto ponto. Em seguida, o tricolor do RJ ficou com maior volume de jogo, enquanto o Brasília esbarrava na defesa adversária. Com três bloqueios da meia Mimi Sosa, da equipe de Brasília, a desvantagem foi para dois pontos, (10 x 12). A partida ficou equilibrada e Neneca empatou a favor das donas da casa (16 x 16). No final as visitantes aproveitaram os descuidos defensivos das oponentes e venceram o set por 21 x 25.

No período seguinte, o Fluminense foi eficiente no ataque e abriu de cara uma vantagem de sete pontos (8 x 1). A equipe da capital federal melhorou após novas orientações de Inácio Junior, porém o time do Rio de Janeiro continuou incisivo no seu sistema ofensivo. Além dos ataques em diagonal, os erros das rivaiscontribuírampara o placar de 11 x 20. Mantendo ritmo, o time carioca fechou o terceiro set em 14 x 25.

O quarto set também teve seu início equilibrado. As visitantes apostaram em ataques na paralela e o Brasílianos bloqueios. As equipes mantiveram a consistência no ataque e a diferença no placar permaneceu em dois pontos por bastante tempo até chegar a 13 x 15. Com isso, o time do treinador Inácio Junior tentou forçar o ataque, porém o Fluminenseconseguiu contra-atacar e encerrar a parcial em 16 x 25 e o jogo em 3 sets a 1.

O próximo jogo do Brasília Vôlei será em São Paulo, contra o Hinode Barueri, na primeira sexta-feira de março (8), às 19h30, no ginásio José Corrêa. O time paulista venceu o lanterna da competição nesta rodada, Curitiba Vôlei, por 3 x 0, parciais de 12 x 25, 21 x 25 e 24 x 26. Agora eles estão ocupando a quarta colocação com 38 pontos.

Confira a classificação momentânea da Superliga Feminina 2018/2019:

Por João Villagran

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2444 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *