Em ótima fase, Gama encara “pedra no sapato” pra se manter na liderança

Líder, invicto, melhor ataque, melhor defesa…não faltam méritos ao Gama no Campeonato Candango de 2019. A boa fase dentro de campo faz a calejada torcida alviverde viver a expectativa de comemorar o décimo segundo título neste ano, e sonhar com a disputa de campeonatos nacionais em 2020.

Porém o Periquito terá pela frente o Luziânia, algoz do clube do ano passado e responsável pela sua eliminação nas quartas de final. Para piorar, o jejum de vitórias perdura desde 2017, quando foi a última vitória do Gama sobre o rival. De quebra, será o confronto dos dois artilheiros do campeonato – Jefferson Maranhão pelo Gama e Felipe Tanque pelo Luziânia – ambos com quatro gols marcados.

Gama

O Gama segue o planejamento de se manter na ponta da tabela do Candangão. São 4 vitórias em 4 jogos e um saldo positivo de 11 gols, sem ter
sofrido um sequer. A campanha do alviverde agrada seus torcedores, que já começam a se animar. A cada partida da equipe no Bezerrão, o público cresce gradativamente. Frente ao Santa Maria, atuando como visitante em sua própria casa, o alviverde viu 2.015 pagantes amarrotarem o Bezerrão em fervor: a esmagadora maioria gamense presente no estádio viu o clube golear o Santa Maria por 3 x 0 e disparar na liderança da competição.

Mas o próximo adversário do alviverde tem sido um incômodo para o
torcedor. A equipe receberá em sua casa o Luziânia, atual 3º colocado do
Candangão. Da última vez em que as equipes se enfrentaram no estádio, as
boas memórias foram parar no Serra do Lago. Após empatarem por 1 x 1 na casa do azulino, o Gama sucumbiu ao adversário dentro de seus domínios e saiu eliminado nas quartas de final por 1 x 0.

Contudo, se o retrospecto atual não agrada, no geral o Gama domina. Em 34
jogos entre as equipes, o alviverde venceu 17 e perdeu outras 7, tendo
empatado por dez oportunidades. E para manter a vantagem em dia, o
treinador Vilson Tadei buscará os 3 pontos diante do Luziânia.

Não podendo contar com Norton, que sofreu um rompimento no ligamento do joelho e não joga mais em 2019, Tadei terá de usar peças importantes em
partidas anteriores. Na vitória da última rodada, quem exerceu muito bem a função de meia armador foi Gilsinho, que armou boa parte das jogadas de
perigo do alviverde. Além dele, Nunes apareceu bem no segundo tempo e
pode ser uma boa arma do treinador para esta partida. Wagner, que entrou no lugar de Tiago Gaúcho, também é uma carta na manga da comissão técnica para garantir a vitória e a invencibilidade por mais uma rodada.

Luziânia

Vindo numa crescente no Candangão 2019, o Luziânia, bicampeão candango em 2014 e 2016 está animado em enfrentar o Gama, mesmo fora de seus domínios. Não sai da memória a eliminação do Periquito nos pênaltis em 2016 pelo alviazulino que pavimentou a conquista do seu segundo título. E em 2018, a equipe venceu o Gama no Bezerrão e eliminou o Periquito diante de sua torcida.

Porém para quebrar a invencibilidade do Periquito, o time coleciona muitos problemas físicos e pode ter até quatro desfalques, principalmente no meio de campo. O volante Castro Jr. ainda se recupera de lesão e sequer foi relacionado para o jogo diante do Capital. Seu substituto imediato seria o David, porém o jogador teve uma fratura no metatarso e está fora da próxima partida. O jovem Lucas Silveira, que veio da base do clube deverá ter a sua primeira oportunidade no time titular.

Outros três jogadores estão sentindo dores e somente serão confirmados momentos antes do jogo, como o meia Alanzinho, o lateral esquerdo Rafinha e o artlheiro Felipe Tanque. Até mesmo o goleiro reserva Ricardo Dida que teve um problema gastro-intestinal pode ficar de fora.

A diretoria do Luziânia já disponibilizou um ônibus para transportar os torcedores de graça que quiserem assistir o jogo diante do Gama. A expectativa é de um grande jogo neste sábado no estádio Bezerrão.

FICHA TÉCNICA

GAMA x LUZIÂNIA

Campeonato Candango 2019 – 1ª Fase (5ª rodada)

Estádio Bezerrão, Gama – DF – 16/02/2019, 20h

Árbitro: Christiano Gayo

A1: Ciro Chaban

A2: Muller Aniceto

Quarto árbitro: Luiz Paulo Aniceto

Inspetor: Jamir Garcez

GAMA

Rodrigo Calaça; Alex Santos, Samuel, Emerson Silva e Mário Henrique; Tiago Gaúcho, Tarta e Gilsinho; Jefferson Maranhão, Vitor Xavier e Wisman (Nunes).

Técnico: Vilson Tadei.

LUZIÂNIA

Márcio Fernandes; Dedê, Perivaldo, Rodrigo Barros e Rafinha; Lucas Garcia, Lucas Silveira, Alanzinho e Marllon; William e Felipe Tanque.

Técnico: Luis Carlos Sousa. 

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2463 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *