Reforços e o retorno da capitã: Minas/Icesp se prepara para jogar a Série A

Depois de um ano mágico e praticamente perfeito em 2018, a equipe do Minas/Icesp, representante candanga na elite do futebol feminino, se prepara para a temporada de 2019, quando irá estrear na Série A da modalidade. As “Minas”, campeãs estaduais e nacionais da segunda divisão na temporada anterior, já estão se movimentando para tentar se consolidar na primeira divisão do futebol nacional e, por que não, repetir o feito de 2018.

REFORÇOS

Depois de perder a meia da seleção brasileira, Victória Albuquerque, que se mandou para o Corinthians, o Minas/Icesp se movimentou em busca de reforços. Para o gol, Valéria, ex-Ceilândia e Aliança, fará companhia para Kris, que por muito tempo foi a única goleira da equipe. Na lateral direita, a jogadora ex-Cresspom e Ceilândia, conhecida como Da Roça, também chegou. Reforçando o setor defensivo, a zagueira Thaís, ex-Rio Preto, veio para dar o toque de experiência em Série A, assim como a volante/meia Ana, também ex-Rio Preto. Último reforço e não menos importante é a meia atacante Nadima Skeff, que está retornando dos Estados Unidos este ano. Nadima já foi atleta do Minas/Icesp em 2012.

CAMILA E ELLEN RETORNAM AO TIME

No entanto, dos principais reforços da equipe para 2019, estão duas velhas conhecidas da torcida. A volante Ellen Nogueira e a meia e capitã do time, Camila Pini, estão recuperadas das graves lesões sofridas em 2018 e jogarão a Série A pelo Minas/Icesp. A reportagem do DF Sports conversou com a capitã Camila sobre esse retorno dela aos gramados: “Fico muito feliz em saber que vou voltar a jogar depois de ter machucado sériamente o meu joelho. Ainda não sei como vai ser o retorno e esse primeiro contato, uma vez que estou finalizando os trabalhos na fisioterapia, mas é bom saber que estou próxima de retornar”, contou.

A capitã da equipe também comentou sobre o elenco que o Minas/Icesp tem para disputar a Série A: “No ano passado tivemos um desempenho muito bom e consequentemente conquistamos títulos. Agora iremos jogar uma competição ainda mais forte e precisamos sim reforçar o grupo como a diretoria já esta fazendo. E como temos uma comissão técnica e uma diretoria muito qualificada, tenho certeza de que teremos bons reforços”, completou.

Camila Pini começou jogando futebol no Juvetus-SP e chegou ao Distrito Federal em 2013, quando foi contratada pelo Ascoop. Antes de se juntar ao Minas/Icesp em 2017, ainda teve uma passagem pelo Capital CF, mas sua história com a bola começou bem antes: “Desde pequena eu ja jogava bola na rua com alguns amigos até que um conhecido me apresentou para o treinador Tonhão, do futsal do Juventus/SP. Dalí fui para o campo, onde aprendi bastante com a professora Magali. Essa experiência foi a base para que eu seja a jogadora que me tornei hoje”, diz Camila. “Volte depois ao futsal, joguei pelo Corinthians e conquistei vários títulos. Foi uma experiência muito boa. Ai decidi retornar aos campos e fui para Minas Gerais, jogar pelo Atlético Mineiro por mais dois anos, onde conquistou mais alguns títulos”, lembra.

Depois de idas e vindas, Camila chegou, como já dito, ao Distrito Federal e não foi mais embora. Quando foi contratada pelo Minas/Icesp, iniciou curso de direto, o qual já está quase concluído: “Aqui no Minas/Icesp, além do curso, também tenho aumentado currículo no futebol, conquistando títulos e trabalhando ao lado de pessoas muitos especiais. Sou muito grata a todos, principalmente a Leticia Có e a Shara Figueiredo, minhas fisioterapeutas e também a Ellen (volante do time), que operou junto comigo e me deu muita força”, concluí.

No período em que ficou fora de combate, a braçadeira de capitã, então de Camila, foi para os braços de Drika. Porém, a meia diz estar tranquila e não almeja carregar a faixa da equipe: “A braçadeira está muito bem com a Drika e não é algo que eu estou visando. Não sei como vai ser esse ano, mas minha maior vontade é voltar a jogar”.

PARCERIAS MANTIDAS

A dirigente do clube, Nayeri Albuquerque, também aproveitou a oportunidade para agradecer a faculdade ICESP e ao Minas Brasília Tênis Clube, parceiros de longa data da equipe e que irão permanecer junto com as “Minas” em 2019.


Nadima Skeff está retornando ao Minas/Icesp após período nos Estados Unidos. (Foto: Minas/Icesp)

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2616 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *