Será um novo Gabriel Jesus? Joia do DF segue os passos do craque da seleção

Acostumada a revelar grandes talentos para o futebol mundial, a Sociedade Esportiva Palmeiras tem, em seu leque de jogadores que se transformaram em grandes estrelas, diversos nomes. O mais recente deles é Gabriel Jesus, atualmente no Manchester City, da Inglaterra e presença certa nas últimas convocações do técnico Tite para a seleção brasileira, inclusive com participação na Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Porém, a base do Verdão não para de lapidar pedras brutas, até se tornarem ídolos do profissional e, consequentemente, despertar o interesse dos mais diversos clubes mundo afora. A bola da vez está sendo um garoto de apenas 12 anos. Trata-se de Endrick Felipe Moreira de Sousa, ou apenas Endrick.

A jovem promessa, que já tem um título na temporada (campeão e artilheiro com cinco tentos de um torneio no Japão), foi artilheiro do Campeonato Paulista Sub-11 de 2017, com 20 gols marcados, além de ajudar o time a conquistar a competição.

Neste ano, Endrick pretende repetir o feito da conquista do Estadual em 2017, mas em uma categoria acima, o sub-13, mesmo com 12 de idade. Ele é o mais novo atleta do grupo que venceu o São Paulo na partida de ida por 3 x 0, sendo dois anotados pelo goleador candango. A partida de volta está marcada para a próxima terça-feira (20), às 11 horas, em Diadema.

Com 15 gols em sua conta, Endrick é o atual vice artilheiro do Paulistão Sub-13, um a menos que Fernando, do Corinthians, com 16. Mas pretende passar a dianteira na briga pela artilharia. “Eu não pensava em ser artilheiro, até mesmo por estar em uma categoria acima. Agora que vejo possível, penso sim, porque é importante ser artilheiro e campeão”, ponderou o atleta.

Outro dado marcante é que, somente em 2017, somando todos os campeonatos e torneios que o garoto disputou, ele marcou nada mais, nada menos, que 68 gols.

Apoio ilimitado

Pela legislação brasileira, um adolescente de 12 anos não pode ser alojado em qualquer clube, o que é permitido apenas a partir dos 14. Assim, vendo a possibilidade de o filho ser um jogador profissional, Douglas Ramos, pai de Endrick, resolveu deixar a vida no DF para acompanhá-lo, juntamente de sua esposa, Cíntia Ramos.

Há dois anos atrás, o ex-motorista do Senado e jogador (base do Gama, Penharol e times do Entorno), mais conhecido como “Nego” Douglas, deixou tudo para trás, com o intuito de alavancar a carreira do garoto. Atualmente ele é auxiliar de limpeza no próprio Centro de Treinamento da Barra Funda (CT do Palmeiras) e recebe a metade do valor do aluguel do time verde.

Ele avaliou a vida da família na capital paulista. “Deixamos tudo em Brasília. Vida que segue. Estamos nessa batalha nessa cidade enorme. Aqui as pessoas vivem e amam o futebol, porém com o custo de vida alto. Aqui a cidade não para e as pessoas trabalham arduamente. O nome é trabalho e o sobrenome é hora extra, se não é engolido”, finalizou Douglas.

Por Haland Guilarde

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2843 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *