Juvenil da FFDF começa a disputa da segunda fase com jogos acirrados

Foram quatro confrontos, com oito gols marcados. Assim iniciaram-se as quartas de final do Campeonato Juvenil da Federação de Futebol do Distrito Federal (FFDF), neste fim de semana. Coincidentemente, houveram duas vitórias por 2 x 0, mais dois empates. Os jogos da volta serão realizados na semana que vem.

GUARAENSE X CEILANDENSE

No sábado (17), com a vantagem de ter se classificado melhor, o Ceilandense foi para o desafio de manter tal feito para a partida de volta, mas não foi o que ocorreu. O Guaraense aproveitou uma das poucas oportunidades e bateu o rival por 1 x 0 e poderá empatar o encontro da volta que ficará com a vaga na semifinal.

Depois de um primeiro tempo apático, as duas equipes retornaram para a etapa final com mais vontade de vencerem. No entanto, quem aproveitou para sair com o triunfo foi o Guaraense, que marcou aos 18 minutos, com gol de cabeça de Arthurzinho, após o cruzamento que veio na medida, da lateral direita.

LEGIÃO x CFZ/GREVAL

Legião e CFZ/GREVAL se enfrentaram no Estádio JK ainda no sábado. O CFZ começou vencendo a partida com gol de João Rafael, mas deixou o empate ocorrer em uma falta cobrada por Mário Teixeira. No segundo tempo, a partida voltou mais fria e tiveram poucas chances de gol. Agora o ex-time do Zico joga em casa com a vantagem do empate, os “rockeiros” terão que vencer o próximo jogo por pelo menos por um gol de diferença.

O Legião começou o jogo pressionando e, com cinco minutos, já tinha tido três chances de gol. Aos 9’, a zaga do Leão entregou a bola para Juan, que quase abriu o placar. Após esse lance, o time do rock voltou a pressionar o CFZ até o tempo técnico.

A parada serviu para o CFZ acordar na partida. Tanto que, aos 29 minutos, Juan fez uma tabela com João e abriu o placar. No lance seguinte, o Leão do Rock conseguiu uma falta na entrada da área, Mário Teixeira cobrou e Rogério espalmo. Depois do gol, a equipe laranja voltou a pressionar. Aos 40’, Giuseppe teve uma chance de virar em uma cobrança de falta, mas Rogério defendeu.

O segundo tempo foi mais lento, pois as duas equipes já estavam visivelmente cansadas. Poucas oportunidades e o calor deram o tom da etapa final. Quem chegou mais perto foi o Legião, com André aos 14 minutos, que por pouco não aproveitou o lance e virou a partida. Depois disso, o calor tomou conta do jogo e o confronto terminou com empate em 1 x 1

GAMA X CEILÂNDIA

No Centro de Treinamento Ninho do Periquito (Gama), o Gama recebeu o Ceilândia para a disputa do jogo de ida das quartas de final do Campeonato Brasiliense de Futebol Juvenil (Sub-17). Depois de um jogo bastante truncado, o alviverde conseguiu superar o Ceilândia dentro de seus domínios por 2 x 0. João Victor e Matheus Garcia garantiram a vitória do Gama.

No primeiro tempo, o jogo começou morno. Gama e Ceilândia valorizaram o toque de bola em seus campos defensivos e pouco subiram ao ataque nos primeiros quinze minutos. Matheus Garcia, camisa 11 do alviverde, tentou alguns dribles pelo meio de campo e construiu algumas jogadas, mas todas sem sucesso. O Ceilândia preocupou-se em defender-se e passou a maior parte do tempo sofrendo uma certa pressão gamense.

Quem não arrisca não petisca e, de tanto insistir, o Gama finalmente chegou ao gol que abriu o placar, e logo em sua primeira finalização. A defesa alviverde espanou um ataque alvinegro com um chutão para frente. A bola quicou de frente para a zaga do Ceilândia que nada fez. João Victor, centroavante alviverde, aproveitou e, em velocidade, alcançou a pelota e ficou de frente para o arqueiro alvinegro. O camisa nove teve apenas o trabalho de encobrir o quíper para abrir o placar. 1 x 0 para o Gama.

O jogo continuou truncado, com algumas chances a favor do Gama. O mesmo João Victor perdeu boa chance de ampliar em boa troca de passes na intermediária. Após fugir da marcação, João Victor chutou ao gol, mas a bola foi para fora. O Ceilândia tentou respostas, mas a bola pouco chegava ao gol rival e o placar permaneceu favorável ao Gama até o final do primeiro tempo.

Na segunda etapa, o Ceilândia começou melhor. No primeiro minuto, Caio carregou a bola sozinho e invadiu a área, driblou a marcação e chutou em cima do goleiro, que mandou para escanteio. No tiro de canta, a defesa gamense mandou a bola para longe.  A sequência da partida, o jogou retomou seu ritmo truncado e com domínio gamense.

Após oito minutos de jogo sem emoções, Matheus Garcia recebeu bom passe cruzado de Bruno Santos e, de frente pro goleiro, mandou a bola dormir no barbante. 2 x 0 para o alviverde, que ampliou a vantagem.

A segunda etapa permaneceu de poucas emoções. O Gama soube aproveitar melhor seus ataques e o Ceilândia mal conseguiu atacar. Na melhor das oportunidades do alvinegro, Caio fez gol depois de cruzamento da direita, mas o auxiliar levantou a bandeira assinalando impedimento. A partida seguiu com muitas entradas duras e cartões amarelos, mas nada que alterasse o resultado final da peleja. O placar final finalizou em 2 x 0 para o alviverde, que sai em vantagem na disputa por uma vaga nas semifinais.

GAMINHA X LUZIÂNIA

A partida entre Gaminha e Luziânia foi uma das mais acirradas da abertura das quartas de final. Tanto que o resultado foi um empate em 1 x 1. Apesar de dominar todo o primeiro tempo, o time da cidade do Gama cansou e sofreu o gol da igualdade na etapa complementar da partida.

DF Sports

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2925 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

3 comentários em “Juvenil da FFDF começa a disputa da segunda fase com jogos acirrados

  • Avatar
    19 de novembro de 2018 em 07:43
    Permalink

    Bom dia! Pouca cobertura do jogo Juvenil entre Gaminha e Luziânia. O motivo é o jogo ter sido no meio do mato, em um local de difícil acesso, sem estrutura e um campo que era um pântano? Muito triste vivenciar a situação de ontem. Os meninos dos dois times fizeram uma partida muito disputada, foi muito bom de se ver. Mas, infelizmente as condições do campo (inclusive sem nenhuma marcação: lateral, grande e pequena área e etc) fizeram com que o negativo sobressaísse sobre o positivo.

    Resposta
  • Avatar
    19 de novembro de 2018 em 20:06
    Permalink

    Realmente esta explícito o descaso com o jogo entre Luziânia x Gaminha ocorrido na data de ontem. Será porque?
    Jogamos no meio do mato (p nao se dizer brejo) sem marcação nenhuma no campo, arbitragem pessima, os meninos tiveram q se trocar dentro do onibus, ou seja, sem condições nenhuma de jogo. Onde vamos parar

    Resposta
  • Avatar
    20 de novembro de 2018 em 00:13
    Permalink

    Verdade, sem nenhuma marcação, parece que ele foi marcado com cal em cima de muita chuva.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *