Brasília demonstra qualidade, mas é derrotado na estreia da Superliga

O BRB/Brasília Vôlei estreou na noite desta sexta-feira (16) em sua 6ª temporada da Superliga Feminina Cimed. Após ficar em 10º lugar no campeonato passado, o time do Distrito Federal chegou completamente renovado para o atual certame. Assim, receberam o elenco estrelado do Minas Tênis Clube-MG e foram derrotadas por 3 sets a 1, com parciais de 25 x 21, 12 x 25, 14 x 25 e 23 x 25.

Ainda assim, a equipe candanga demonstrou ter um plantel digno de lutar pela classificação aos playoffs. A melhor jogadora da partida foi Natália, do Minas. A jogadora levou o Troféu Viva Vôlei.

Com Neneca, Fê Campos, Renatinha, Natália, Angélica e Dani Terra em quadra, o Brasília começou surpreendendo, chegando a abrir três pontos de vantagem (5 x 2). Mas, com a força do ataque, o Minas equilibrou as ações do duelo. No entanto, as brasilienses não se intimidaram e retomaram conta do jogo. Assim foi até o fim do 1º set, culminando com a vitória caseira por 25 x 21, em um bloqueio de Fê Campos, em 27 minutos.

O 2º set começou de forma inversa ao anterior. As mineiras voltaram melhores e abriram 4 x 0. Daí foi a vez das donas da casa correrem atrás do resultado. Mas a força ofensiva do Minas, principalmente com Gabi e Natália, além das levantadas eficientes de Macris, fizeram a diferença. Assim, contando também com um paredão intransponível, as visitantes fecharam em incríveis 12 x 25, em 18 minutos.

Mesmo que o time do técnico Hairton Cabral demonstrasse um bom desempenho tático, a força adversária sobressaía e as mandantes não conseguiam impor um bom ritmo de jogo. Deste modo, em 21 minutos, aproveitando os erros contínuos do Brasília, o time visitante fechou o 3º set em 14 x 25, em 21 minutos.

Para tentar finalizar o confronto sem dar mais chances de reação às anfitriãs, o time de Minas Gerais veio com tudo para o 4º set. Porém, o Brasília buscou forças, inclusive que veio das arquibancadas e melhorou o seu desempenho. Também com a substituição da levantador Diana por Mari Barreto, em definitivo. Em um ace de Mari Barreto, as candangas viraram o placar, fazendo 9 x 8. Mas não deu. As mineiras fecharam em 23 x 25 e o jogo em 3 sets a 1.

A próxima partida do BRB/Brasília Vôlei promete ser outra pedreira. As adversárias da vez são as atletas do SESC-RJ, na terça-feira (20), às 19h30, no ginásio da Tijuca T. C.

Por Haland Guilarde

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2616 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *