Raio-X: Do céu ao inferno! Grêmio Brazlândia fica aquém das expectativas da torcida

Desde o ano passado, o Brazlândia com certeza foi um dos clubes que mais sofreu mudanças no futebol candango. O clube em 2017 foi presidido por Abraão Hildo (hoje no Taguatinga), após anos e anos sob administração de Moacir Ruthes. O projeto do ex-goleiro e ídolo do clube, Abraão, empolgou, conquistou bons resultados, mas não conseguiu avançar até a segunda fase da competição. Neste ano, 2018, a diretoria foi trocada novamente. Um grupo de empresários do sul do país desembarcaram em Brazlândia com um projeto ambicioso e dispostos a mudar o destino do clube. Já de cara, anunciaram planos para centro de treinamento, reformas no estádio Chapadinha e a mudança no nome. Depois de mais de 20 anos, a Sociedade Esportiva Brazlândia passou a se chamar Grêmio Esportivo Brazlândia. O uniforme do clube manteve as cores originais, com uma leve escurecida no azul, porém perdeu os desenhos do artista plástico Gaudino, natural da cidade e apaixonado pelo clube.

Após todas essas mudanças, o GEB começou a montar uma verdadeira seleção. De cara, Didão, Mário Henrique, Márcio Fernandes, Edicarlos e muitos outros nomes badalados foram contratados. Nesse momento, o time era dado como o grande favorito ao título e ao acesso à primeira divisão. Porém, o Taguatinga Esporte Clube surgiu, passou a dividir as grandes contratações com o Brazlândia e as coisas começaram, na opinião pública, a se igualar no ponto de vista do favoritismo. Mas todo mundo está cansado de saber que favoritismo não ganha jogo e, quando a bola finalmente rolou para o clube, apenas na segunda rodada, o time logo goleou o CFZ por 7×0, confirmando ser um dos candidatos ao acesso. O Brazlândia só não contava com o fator Capital. Os jovens, liderados por Hugo Almeida, aprontaram para cima do GEB e venceram por 1×0 na rodada seguinte, deixando o novo clube do Distrito Federal em maus lençóis. O Brazlândia até se recuperou diante do Ceilandense na sequencia, vencendo por 3×0, porém na rodada derradeira, sofreu o mesmo resultado diante do Taguatinga e acabou eliminado, para a tristeza dos apaixonados pelo clube na cidade.

PONTO POSITIVO

Mesmo não tendo feito grande campanha, o Brazlândia demonstrou que continua a ser um clube muito forte fora de campo. Dada sua história e grandeza, o clube sempre consegue atrair grandes jogadores e, o mais importante, seus torcedores sempre estão ao seu lado. A diretoria também conseguiu contratar boas peças, como Lucas Victor, artilheiro, que pode vir a ser uma peça importante em 2019. Chega a ser um pecado um time que marcou 11 gols e sofreu apenas quatro não estar entre os finalistas, mas o futebol é assim mesmo. Se mantiver o ímpeto e seguir com o projeto a todo vapor, o Grêmio Esportivo Brazlândia com certeza será novamente favorito no ano que vem.

PONTO NEGATIVO

Mas antes de qualquer mudança, seja no elenco, seja na comissão técnica, o Brazlândia precisa resolver os problemas no estádio da Chapadinha. O local, que é um verdadeiro templo do nosso futebol, é fundamental para que o time consiga obter bons resultados. Subir longe da Chapadinha é possível? Logicamente que sim. No entanto, se o Brazlândia jogar em casa, próximo de sua torcida, as chances vão se tornar bem maiores.

CAMPANHA SEGUNDA DIVISÃO 2018

4 jogos / 2 vitórias / 0 empates / 2 derrotas /  11 gols pró / 4 gols sofridos.

1ª Rodada – Brazlândia folgou
2ª Rodada – Brazlândia 7×0 CFZ
3ª Rodada – Brazlândia 0x1 Capital
4ª Rodada – Brazlândia 3×0 Ceilandense
5ª Rodada – Brazlândia 0x3 Taguatinga

Por Pedro Breganholi

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2560 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Um comentário em “Raio-X: Do céu ao inferno! Grêmio Brazlândia fica aquém das expectativas da torcida

  • Avatar
    16 de setembro de 2018 em 18:20
    Permalink

    tem que botar as categorias para jogar o campeonato da categoria, pois time que quer chegar em algum usa a base

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *