Leões de Judá encara Predadores-MS em jogo decisivo pela BFA

Em competição de “tiro curto” é assim mesmo, o terceiro jogo já pode definir os rumos de uma equipe no torneio. É isso que está para acontecer com o Leões de Judá, que tem uma missão difícil em partida pela Brasil Futebol Americano – 1° divisão nacional. O time de Taguatinga viaja até Campo Grande – MS para encarar o Predadores num confronto que pode ser crucial para a classificação do time candango para os playoffs. O jogo será neste domingo, dia 16, às 9h da manhã.

Atualmente o Leões está na terceira colocação da conferência com duas vitórias (já contabilizando o WO contra o Goiânia Rednecks) e uma derrota. Para o head coach do time, Luiz Gustavo Garcia, o primeiro objetivo da equipe é se classificar para os playoffs e vencer fora de casa é primordial para conquistar a meta. “Se ganharmos esse jogo, basicamente nos garantimos nos playoffs e dependeremos menos dos outros resultados”, analisou o treinador.

O Leões quer se recuperar do revés sofrido na última rodada. Durante o intervalo de tempo, entre o jogo contra o Tubarões e o próximo desafio, a prioridade foi o recondicionamento físico dos atletas. “O jogo contra o Tubarões foi muito duro e até perdemos alguns jogadores por lesão. Além disso tem a viagem longa, vamos com o elenco reduzido, não vamos com todos os titulares”. Para minimizar o desgaste da viagem antes do jogo a diretoria do Leões decidiu passar a noite anterior ao jogo em Campo Grande, o que diminuiria os danos físicos causados pela locomoção.

Adversário camaleão

O Predadores ocupa atualmente o 4° lugar na conferência, a última que dá classificação aos playoffs. Além disso a equipe vem de uma vitória fora de casa contra o Brasília Templários. No entanto, apesar das duas derrotas, para Sorriso Hornets e Cuiabá Arsenal, os sul-mato-grossenses tiveram boas atuações e prometem um jogo ainda melhor contra os brasilienses.

Quando o Predadores esteve em solo candango, no duelo contra o Templários, Luiz Gustavo viu de perto o desempenho do adversário deste fim de semana e se surpreendeu com as diferentes formas do time atuar. “Vimos três times diferentes do Predadores. No jogo contra o Templários eu vi um time, no jogo contra o Sorriso foi outro sorriso, infinitamente superior do time que veio para Brasília. E contra Cuiabá foi outro time. A cada jogo eles vêm com um estilo diferente, então não sabemos o que vamos encontrar lá. Esse elemento surpresa deles é o que mais me preocupa”, reconheceu.

Para pensar em playoffs o jogo deste fim se semana é quase um tudo-ou-nada para o Campo Grande, pois na última rodada o time volta à Brasília para enfrentar o Tubarões do Cerrado. Sabendo disso, Luiz Gustavo espera o adversário com alta intensidade desde o início e já traçou a sua estratégia para vencer a partida. “Eles virão com tudo, então teremos que deixar o nosso ataque em campo o máximo possível e a defesa tem que ser rápida para parar o jogo deles, assim acredito que a vitória virá.”

 

Por Marcus Gomes

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 3044 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *