Com raça, SESP/Samambaense se impõe fora de casa e bate Cruzeiro no Luizinho

Na manhã deste sábado (25), o Cruzeiro recebeu a equipe do SESP/Samambaense no Estádio Luiz Alfredo em Novo Gama-GO. Após dois tempos de um jogo bastante truncado, o Carcará não resistiu à raça dos visitantes e sofreu o seu segundo revés na competição, se complicando na tabela do Grupo B.

Pelo placar final de 4 x 2, o Samambaense conquistou seus primeiros três pontos no certame e respirou aliviado ao fim da 3ª rodada.

Jogo amarrado no primeiro tempo

Ao soar do apito inicial o SESP/Samambaense foi o primeiro a tomar as ações do jogo. Logo no 4º minuto de jogo, PC encontrou João Carlos livre na área e o lançou a bola, mas o camisa 8 cabeceou pela direita do arqueiro Marlon. Três minutos depois, o mesmo PC aproveitou sobra e chutou da entrada da área, mas a pelota desviou em Caio e parou nas mãos de Marlon.

O Cruzeiro respondeu aos 8’. Balotelli cobrou tiro de canto certeiro na cabeça de Ismael, no entanto o camisa 9 desperdiçou a chance, cabeceando para fora. Mesmo diante de tantas chances, as equipes permaneceram presas no meio de campo. O setor de criação de ambos não conseguiam passar pelos sistemas defensivos.

Aos 24’, a partida permanecia em relativo equilíbrio, desta vez com o Cruzeiro levando mais perigo que os visitantes, no entanto se efetivar um ataque de sucesso. Em um rápido contra ataque o SESP/Samambaense conseguiu chegar ao gol. Ramon invadiu a área cruzeirense pelo lado esquerdo, foi derrubado pela defesa do Carcará e a infração foi assinalada pela arbitragem. Carlos cobrou um penal certeiro, tirando Marlon da jogada e abriu o placar para o
Samambaense.

A resposta do Cruzeiro veio rápida. Filipe Werley cobrou falta pelo lado esquerdo e mandou a bola rente ao travessão. Aos 36’, após encontrar espaço na defesa do SESP, Dan recebeu pela direita, carregou a bola e da entrada da área mandou colocado no canto esquerdo de Júnior para empatar a peleja em 1 x 1.

A alegria cruzeirense durou apenas três minutos. Ramon aproveitou falha defensiva do Cruzeiro e avançou ao gol de Marlon. Na saída do guarda metas o camisa 11 mandou chute rasteiro e desempatou a partida, registrando 2 x 1 no placar parcial.

Jefinho comanda virada do SESP

Na segunda etapa o Cruzeiro voltou com outra postura. As entradas de Gabriel e Rair deram ao Carcará uma nova alternativa para atacar pelas laterais. E foi justamente o clube azul que fez a primeira investida mais perigosa. Aos 13’, Balotelli cobrou falta com precisão, mas Júnior encaixou. No contra ataque, Jean Pierre e Ramon tramaram boa troca de passes, mas o último deles foi desperdiçado na marca do pênalti, impedindo uma conclusão na jogada.

O segundo tempo foi desenhado de maneira mais truncada. A situação das equipes na tabela ferveu os ânimos de ambas delegações. Após tomar o controle da partida em seu campo
ofensivo, o Cruzeiro chegou ao empate. Aos 24’, Filipe Werley carregou a bola da lateral direita ao ataque, costurou dois zagueiros e enquanto caía, mandou rasteiro no canto direito. 2 x 2.

Após o gol cruzeirense, Márcio Santos substituiu PC por Jefinho. O camisa 20 do Samambaense mudou por completo a postura da equipe na segunda etapa, comandando a ligação entre meio de campo e ataque. Aos 31’, o meia achou Hugo livre na intermediária. O volante emendou de primeira, mas a bola passou por cima do gol.

O Cruzeiro respondeu com Gabriel, 6 minutos depois. O atleta recebeu cruzamento rasteiro e mandou forte chute também pelo chão. Júnior, atento, foi buscá-la. Os ânimos cruzeirenses afloraram de vez após um impedimento duvidoso marcado em cima de Gabriel. Esse fato atrapalhou o rendimento da equipe dentro e fora de campo.

Aos 41’, Carlos carregou bola e mandou por cima do gol de Marlon. Contudo, 3 minutos depois, a estrela de Jefinho brilhou de vez. Em falta da entrada da área, o meia colocou a pelota na gaveta esquerda para desempatar a partida.

Quando parecia que a peleja caminhava para o seu fim, eis que Jefinho se posiciona para cobrar escanteio pelo lado esquerdo, aos 48’. Ele cobrou colocado e Marlon até seguiu a trajetória, mas aceitou e a pelota morreu no barbante. 4 x 2 no placar final. No mesmo instante que os jogadores Samambaenses comemoravam o gol, Emanoel Ramos apontou o centro de campo e encerrou a partida.

Com o resultado o SESP/Samambaense ultrapassou o Carcará na tabela do Grupo B, deixando-os amargando a lanterna da chave, e agora sonha em manter o ritmo para as últimas rodadas. Para o Cruzeiro a situação se complicou. A equipe precisa vencer seus próximos duelos e esperar combinações de resultados para que possa tentar uma vaga nas semifinais.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 2 x 4 SESP/SAMAMBAENSE

Campeonato Brasiliense 2ª Divisão 2018 – 3ª rodada
25/08/2018 – 10:00h
Estádio Luiz Alfredo – Pedregal, Novo Gama-GO
Árbitro: Emanoel Ramos
A1: Gusthavo Souza
A2: Mateus Felipe
4º Árbitro: Marco Antônio
Inspetor: Geufran Oliveira
Delegado: Mayco Augusto

CRUZEIRO
Marlon; Weder, Caio, Gleydson e Rodrigo; Balotelli, Robson (Gabriel) e Filipe Werley; Lucas (Rair), Dan e Ismael (Pedro).

Técnico: José Lopes Rizada

Gols: Dan (Aos 36’ – 1T) e Filipe Werley (Aos 24’ – 2T)
Cartões Amarelos: Caio e Filipe Werley
Cartões Vermelhos: Não Houve.

SESP/SAMAMBAENSE
Júnior; Jean Pierre (Iuri), David Douglas, Carlos e Rodrigo; Hugo, Jiovani, João Carlos e PC (Jefinho); Washington (Arthur) e Ramon

Técnico: Márcio Santos
Gols: Carlos (Aos 25’ – 1T P), Ramon (Aos 39’ – 1T) e Jefinho (Aos 44’ e 48’ – 2T)
Cartões Amarelos: Jean Pierre e Jiovani
Cartões Vermelhos: Não Houve.

 

Por Gabriel Felipe

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 3027 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *