Brasiliense e Ceilândia: as chances de cada um na Série D

Este domingo (27) será o dia de definições para os participantes do Campeonato Brasileiro da Série D. Nesta data, serão disputadas todas as partidas da última rodada da fase de classificação, onde serão conhecidos os 32 remanescentes que seguirão vivos no sonho de conquistar o acesso à Série C em 2019. Segundo o regulamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), se classificam todos os primeiros colocados, mais os 15 melhores segundos posicionados de todas as 17 chaves.

Os dois representantes do futebol do DF (Brasiliense e Ceilândia) chegam nesta última rodada precisando conquistar resultados a fim de confirmar a classificação à segunda fase. Em situação mais confortável está o Jacaré, vice-líder de seu grupo (A10), e tendo um adversário já eliminado pela frente. Já o Gato Preto está em situação mais complicada: último colocado de um grupo (A11) equilibradíssimo, mas que ainda possui boas chances de seguir adiante na Quarta Divisão nacional.

Depois de utilizar a calculadora, o DF Sports analisou a situação de cada clube e chegou às conclusões do que os clubes candangos precisam para conquistar a sonhada classificação e estarem entre as 32 agremiações da segunda fase. Confira:

BRASILIENSE

O Jacaré fez um grande investimento no time após o vice-campeonato candango. Trouxe reforços de nível vindo de outros estados, como os meias Erick Flores, Tartá e Morais. Contratou jogadores que se destacaram no campeonato local, como o pentacampeão zagueiro Lúcio e o atacante Michel Platini. No entanto, a campanha do Brasiliense foi marcada por altos e baixos e quem chegou classificado na última rodada foi o Iporá-GO, único invicto da chave.

Na próxima rodada, o Brasiliense irá enfrentar o Dom Bosco-MT. O clube mato-grossense já está eliminado com apenas um ponto conquistado em cinco jogos. Apesar do retrospecto, o Brasiliense precisou suar a camisa para conseguir a vitória no jogo de ida diante do Dom Bosco: vitória magrinha por 1 x 0, com Nunes marcando nos acréscimos dentro da Arena Pantanal. Mesmo cumprindo tabela, o time de MS poderá engrossar o caldo diante do Jacaré, já que não tem mais nada a perder.

Com oito pontos, cinco atrás do líder Iporá-GO, o Brasiliense depende apenas de si para se classificar à segunda fase. Em caso de vitória, o clube amarelo irá a 11 pontos e passa à próxima fase como um dos melhores vice-colocados entre todos os grupos. Em caso de empate, o Jacaré iria a 9 pontos e poderia correr riscos de ser um dos piores segundos colocados e, assim, podendo ser eliminado.

O Brasiliense pode se classificar até mesmo com derrota. A eliminação somente viria em caso de uma improvável derrota por goleada do Iporá para o Corumbaense-MS. Terceiro colocado em sua chave, o clube sul-matogrossense  precisaria tirar uma diferença de nove gols em relação ao Jacaré. Ou, no caso de uma tragédia ainda maior, derrota do Brasiliense com os resultados dos outros grupos derrubando o time para fora dos quinze melhores segundos colocados. Pouco provável.

Classificação Grupo A10

  1. Iporá-GO 13 pts saldo 7 gols
  2. Brasiliense-DF 8 pts saldo 4 gols
  3. Corumbaense-MS 5pts saldo -5 gols
  4. Dom Bosco-MT 1 pt saldo -6 gols

Rodada

  • Corumbaense-MS x Iporá-GO (Estádio Arthur Marinho – Corumbá – MS);
  • Brasiliense x Dom Bosco-MT (Estádio Mané Garrincha – Brasília – DF).

CEILÂNDIA

O Gato Preto vive dias de expectativa na Série D. Depois de ter sido eliminado nas semifinais do Candangão deste ano pelo Sobradinho, o clube alvinegro apostou em reforços modestos para a disputa da Quarta Divisão. Ao contrário de participações anteriores, o Ceilândia chega nesta última rodada como último de seu grupo, com apenas cinco pontos conquistados. Apesar da posição incômoda, o time ainda pode chegar à segunda posição do grupo A11 e se classificar entre os 15 melhores segundos colocados.

Para se classificar à próxima fase, apenas a vitória fora de casa diante do Sinop-MT interessa ao alvinegro. E de preferência por uma boa diferença de gols. Vencendo os mato-grossenses, o Ceilândia iria para oito pontos e sua situação dependeria do que pode ocorrer no jogo entre Aparecidense-GO x Novo Operário-MS, em Aparecida de Goiânia-GO. Em caso de vitória de um ou de outro, o Gato terminaria a fase em segundo lugar. Porém, em caso de empate em Aparecida-GO, Novo Operário-MS e Ceilândia disputariam a segunda posição pelo saldo de gols (Novo tem saldo 0 enquanto o Ceilândia tem saldo -1). A favor do Gato vem o critério gols marcados (8 x 4).

Mesmo se der tudo certo em campo, o Ceilândia ainda pode ser eliminado como um dos piores vice-líderes de todas as chaves. Hoje existem chaves onde os vice-líderes possuem seis pontos (Cianorte-PR no grupo A16) e sete pontos (Barcelona-RO do grupo A2, São Raimundo-RR do grupo A3, Itabaiana-SE do grupo A9 e Itumbiara-GO do grupo A12). Mas a classificação final dependerá dos demais resultados da rodada.

Classificação Grupo A11

  1. Aparecidense-GO 8 pts saldo 2 gols
  2. Sinop-MT 7 pts saldo 0 gols
  3. Novo Operário-MS 7 pts saldo -1 gol
  4. Ceilândia-DF 5 pts saldo -1 gol

Rodada

  • Aparecidense-GO x Novo Operário-MS (Estádio Aníbal de Toledo – Aparecida de Goiânia – GO);
  • Sinop-MT x Ceilândia-DF (Estádio Gigante do Norte – Sinop – MT).

Por Marcelo Gonçalo e Pedro Breganholi

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 3044 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *