Em reedição da final passada, Real e Cruzeiro ficam no zero a zero

Na abertura do Campeonato Candango de 2018, Real F. C. e Cruzeiro fizeram um grande jogo na manhã deste sábado (19), no Centro de Treinamento do Leão do Planalto. Porém o placar terminou sem gols. Boa parte da culpa do resultado se deu devido à grande atuação do goleiro Mateus do Carcará do Cerrado, que realizou várias defesas difíceis. Com o resultado, Leão e Carcará conquistaram um ponto cada na competição. A dupla volta a atuar na semana que vem.

O JOGO

Quando a bola rolou no CT do Real F. C., o time da casa tratou de mostrar quem manda e dominou o adversário. O Cruzeiro-DF recuou em seu campo de defesa e apostava nas jogadas de contra ataque. A primeira oportunidade do jogo foi dos mandantes. Aos 26 minutos, após cobrança de escanteio, viria a cabeçada de Mineiro, mas a zaga tirou.

Quatro minutos depois o Cruzeiro por pouco não abre o placar. O zagueiro Paulo Júnior recuou para o goleiro Paulo Victor que, pressionado, se enrolou com a bola e acabou dividindo com Edilson. Para a sorte do Real, a zaga se recuperou e chutou a redonda para a linha de fundo. Na última oportunidade da primeira etapa, o lateral direito Erick, do Leão, cruzou e Felipe cabeceou no contrapé de Mateus, que viu a bola bater na trave e sair pela linha de fundo.

O Real pressionou, mas parou na boa atuação do goleiro Mateus do Cruzeiro. Foto: Lucas Bolzan/Ascom Real F. C.

Na segunda etapa, o técnico Jean Rodrigues mandou seu time para frente e, daí em diante, as oportunidades foram surgindo. Aos  quatro minutos o volante Paulo Henrique tocou na medida para Mário Sérgio, sozinho, chutar por cima da meta de Mateus. Dois minutos depois Léo entortou a marcação pela direita e chutou forte mas em cima da zaga do Cruzeiro.

O Real continuou insistindo e quase marca aos 11 minutos, quando Rangel, que entrou no segundo tempo, dominou na grande área e chutou rasteiro. Mateus praticou a defesa. A resposta do Cruzeiro veio quatro minutos depois. Gabriel Silva arriscou chute da intermediária e João Victor defendeu. Aos 22′, novamente Gabriel Silva acertou um bom chute no cantinho esquerdo de João Victor, mas o goleiro auri-anil espalmou.

Aos 35 minutos viria a melhor oportunidade do jogo. Rangel puxou a jogada pela direita e cruzou para a área. A bola passou por todo mundo até chegar nos pés de Esquerdinha, que tocou no capricho para Emanuel bem posicionado chutar de primeira. Mateus fez um verdadeiro milagre e desviou  a bola para fora. Aos 43′ Emanuel de novo recebeu de costas para o gol, girou e chutou forte, mas a bola passou à esquerda de Mateus.

Na última oportunidade do jogo, o meia Oscar arriscou um chute da intermediária, Mateus, arqueiro do Cruzeiro, deu rebote, Emanuel tentou aproveitar o lance mas o próprio Mateus, atento, praticou nova defesa. Restou ao árbitro do jogo, Maguielson Lima, apontar para o centro de campo e decretar o final da partida.

Ao final do jogo o técnico Marinho, do Cruzeiro, analisou a partida ao DF Sports. “A gente veio com o propósito de fazer um grande jogo e conseguimos. O adversário com certeza tem potencial para ser finalista e o ideal seria a vitória. Mas o empate acabou sendo bom diante das circunstâncias da partida”, ponderou.

Já Jean Paulista acredita que o seu time poderia ter saído com o triunfo. “A gente sabia que o Cruzeiro viria provavelmente como todas que a gente vai enfrentar. Vai correr, vai tentar fechar os espaços… perdemos muitas oportunidades, o goleiro deles foi muito feliz. Não foi o resultado que nós esperávamos, mas a gente sabe que o campeonato é assim”, finalizou.

Na 2ª rodada da competição, o Real vai até a Ceilândia enfrentar a equipe da casa, no próximo fim de semana. O dia, local e horário ainda serão definidos. Já o Cruzeiro-DF será mandante contra o Gama, também com definições a serem anunciadas.

FICHA TÉCNICA

REAL F. C. 0 x 0 CRUZEIRO-DF

Campeonato Candango de Juniores 2018 – Grupo B – 1ª rodada

19/05/2018 – 10h

CT Real FC – SMPW

Arbitro: Maguielson Lima

A1:  Marconi Souza

A2: Kelfmann Lima

4º Árbitro: Pedro Alves

REAL F. C.

João Victor; Erick, Joeber, Paulo Júnior e Esquerdinha; Mineiro (Paulo Henrique), Victor Guedes (Eric Pará), Léo (Rangel) e Oscar; Felipe (Emanuel) e Mário Sérgio.

Técnico: Jean Rodrigues.

Gol: não houve.

Cartão amarelo: Paulo Henrique.

CRUZEIRO-DF

Mateus; Dudu, Ricardo, Rodrigo e Gabriel; Rui, Samuel, Edilson e Pedro Marinho; Ismael e Gabriel Silva (Alex).

Técnico: Robson Marinho.

Gol: não houve.

Cartões amarelos: Rui e Edilson.

Por Marcelo Gonçalo

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2559 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *