Em jogo tenso, Brasília Búfalos vence o Macaé em casa

Depois de ser derrotado na última rodada da Liga Ouro o Brasília Búfalos se recuperou na competição com uma vitória diante do Macaé – RJ por 65 a 62. Alternando entre bons e maus momento na partida o time brasiliense conseguiu, nesta quinta-feira (19), a segunda vitória na competição. Foi o primeiro triunfo jogando em casa, no ginásio da AsCEB.

“Entramos bem mais forte que no último jogo. Treinamos forte essa semana pois sabemos que na Liga Ouro todos os jogos são difíceis. Claro que o time teve altos e baixos, mas o time está de parabéns pela vitória”, disse o cestinha da partida Léo Bispo, que marcou 19 pontos. O jogador que já está virando um dos xodós da torcida.

A noite foi marcada por estreias. Quatro jogadores vestiram pela primeira vez a camisa do novo time da capital. O armador Lucas Lacerda, o ala/pivô Danilo Monteiro, Rodrigo Alves na ala e Marcelão, pivô.

O treinador Brenno Brassioli falou como a adição destes jogadores contribuiu para a vitória de hoje. “Com o time completo fica diferente, temos mais poder de reação. Em alguns momentos nós caímos mas voltamos ao jogo. Basquete é isso, jogamos com uma grande equipe. O time é muito jovem, é normal essa oscilação. Eu também estou pegando ainda a rotação do banco, quem entra no lugar de quem”, analisou Brenno.

Esta foi a segunda vitória em quatro jogos do Búfalos. Com campanha de 50% de aproveitamento o time ocupa a 5° posição na tabela. A próxima partida será na segunda-feira (19) também em casa, diante do São José às 20h.

O jogo

O Búfalos iniciou com uma corrida de 8 pontos logo nos primeiros minutos do jogo, fato que obrigou o técnico do Macaé, Leonardo Costa, a pedir tempo. O time da casa chegou a abrir 11 pontos de vantagem, mas a reação do Macaé foi ainda no primeiro período. Aproveitando os sequentes erros ofensivos dos brasilienses, os visitantes empataram o primeiro quarto, que terminou 16 a 16.

Só no segundo período caiu a primeira e única bola de três pontos do Búfalos no primeiro tempo. Com a mão descalibrada o aproveitamento nos arremessos de longa distância foi baixo, apenas 12% – 1 acerto em 8 tentativas.

Léo Bispo foi o cestinha do Búfalos mais uma vez, com 19 pontos. Foto: Carlos Teixeira/Galera na Foto

No entanto o setor ofensivo conseguiu ser eficiente trabalhando nas bolas curtas. Sempre bem posicionado no garrafão, o ala/pivô Léo Bispo foi o mais acionado na partida e finalizou o segundo período com 10 pontos. Do outro lado o Macaé, com um jogo mais coletivo e sem um grande pontuador, não cedeu à pressão da torcida e tomou a dianteira. Com 32 a 29 no placar os cariocas foram para o vestiário em vantagem.

Na volta do terceiro período os meninos do Búfalos voltaram arrasadores. Assim como no início da partida o time candango abriu vantagem ao marcar 10 pontos consecutivos. Mas o filme se repetiu também pelo lado ruim. O Macaé não se abalou ao ver o adversário com boa vantagem e conseguiu, aos poucos, retomar a dianteira do placar, 51 a 49.

A maior parte da tensão na noite ficou para o último quarto. Quanto mais próximo do final do jogo mais alta era a vibração da torcida a cada cesta do Búfalos na AsCEB. A torcida só pode comemorar a vitória a seis segundo do fim, quando os candangos abriram quatro pontos de vantagem e Léo Eltink conseguiu assegurar o rebote defensivo que garantiu a vitória dos Búfalos.

Por Marcus Gomes

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2616 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *