Jacaré e Paracatu empatam e perdem contato com o líder

Na tarde desta quarta-feira (28), no Estádio Nacional de Brasília – Mané Garrincha, o Brasiliense recebeu o Paracatu, em jogo válido pela 9ª rodada do Candangão 2018. O Jacaré, com um jogo a menos, entrava na partida com o intuito de conquistar mais três pontos e continuar brigando pela ponta da tabela. Já para o águia do Noroeste, não era diferente, com dois pontos a menos, lutava para pontuar e também quebrar o tabu de não vencer o time amarelo. Mas o duelo terminou em 0 x 0.

O jogo começou apático com poucas chances para os artilheiros furarem as defesas de ambos os lados. O Brasiliense jogava mais pelo lado esquerdo com tabelas entre Felipe Cirne, Patrick e Romarinho, que lançavam para Nunes marcar. Enquanto o Paracatu tentava pelo meio com Serginho, Daniel Vargas e Paulo Renê. E também em jogadas de bola parada. Com apenas um minuto de acréscimo o primeiro tempo acabou sem grandes emoções.

A segunda etapa começou com a partida mais pegada, com muitas faltas e substituições nos times. Aos quatro minutos, Davi tabelou pelo lado esquerdo com Paulo Renê, que mandou para fora, perdendo grande chance de abrir o placar para o Paracatu.

O time azul começou a se mexer colocando Marquinhos no lugar de Daniel Vargas, Humberto também saiu para a entrada de Flávio Mineiro, e Igor Pato entrou, saindo de Serginho. Feitas as substituições, a equipe visitante tentava chegar ao gol através do meio de campo, mas sem muitos riscos. Embora o Brasiliense demonstrasse cansaço, estava atento na marcação, inclusive cometendo muitas faltas. Em uma jogada mais dura, o volante Radamés tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso, deixando o Jacaré com um a menos.

A equipe amarela também perdeu Romarinho que saiu machucado para a entrada de Assissinho. A segunda substituição do Brasiliense veio com Fabinho no lugar de Felipe Cirne, e Gabriel na vaga de Peninha. Com mudanças em ambos os times e um jogador a menos, o Paracatu não aproveitou muito e o jogo seguiu morno, sem muitas chances de sair do empate.

No finalzinho do jogo, a torcida do Jacaré reclamou pênalti em cima de Nunes, mas o árbitro, atento, marcou corretamente o impedimento, que havia sido marcado antes do jogador cair dentro da pequena área. Ainda nos quatro minutos de acréscimos, outro lance de possível pênalti para o Brasiliense, mas o árbitro deu apenas falta de ataque. E com o placar de 0 x 0 terminou a partida.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 0 X 0 PARACATU

Campeonato Candango 2018 – 9ª rodada

Estádio Nacional de Brasília – Mané Garrincha, 28/02/2018, 16h

Público: 392

Renda: R$ 1.337,00

Árbitro: Sávio Sampaio

A1: Lehi Souza

A2: Lucas Modesto

4º árbitro: Marco Antônio

Inspetor: Jamir Garcez

BRASILIENSE

Edmar Sucuri; Patrick, Badhuga, Preto Costa e Mário Henrique; Aldo, Radamés, Peninha (Gabriel) e Felipe Cirne (Fabinho); Romarinho (Assisinho) e Nunes.

Técnico: Ailton Ferraz.

Gol: não houve.

Cartão amarelo: Nunes.

Cartão vermelho: Radamés.

PARACATU

Vinícius; Victor Melo, Breno, Humberto (Flávio Mineiro) e Alisson Guerra; Daniel Vargas (Marquinhos), Zé Wilson, Davi e Caio Cabecinha; Serginho (Igor Pato) e Paulo Renê.

Técnico: Gauchinho

Gol: não houve.

Cartão amarelo: Daniel Vargas.

Cartão vermelho: não houve.

Por Luciana Balduino

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2559 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *