Nunes decide e Jacaré supera Bolamense

Em duelo remarcado, válido pela terceira rodada do Candangão 2018, Brasiliense e Bolamense se enfrentaram na tarde desta quarta-feira (21), no Estádio Nacional de Brasília – Mané Garrincha. Após um jogo bem equilibrado, o Brasiliense levou a melhor e com Nunes, de pênalti, venceu a partida pelo placar magro de 1 a 0, assim deixando o Jacaré no G-4 da competição local.

Equilibro total na primeira etapa

A partida começou com as duas equipes procurando investidas no ataque. O Brasiliense, com mais volume de jogo, nos primeiros cinco minutos, acabou chegando três vezes ao gol do goleiro Yuri, mas sem tanto perigo. Tentando cadenciar a partida, usando a qualidade técnica, o time do treinador Ailton Ferraz jogava muito pelo meio campo. Porém, o Bolamense, esperto, roubava a bola e puxava contra-ataques perigosos. Aos 14 minutos, a Onça Pintada chegou com Willian Amendoim, que recebeu a bola próximo a área, tocou para Pedrinho, que finalizou forte para boa defesa do goleiro Bruno Fuso, que volta ao time titular, substituindo Edmar Sucuri, que está cumprindo suspensão de dois jogos.

Continuando na busca do gol, o Brasiliense insistia em jogadas fortes de ataque, principalmente na bola parada.  Mário Henrique cruzou na cabeça de Elcarlos, que cabeceou próximo a meta do arqueiro do Bolamense.

Na reta final do primeiro tempo, o equilíbrio voltou à tona. Aos 29 minutos, o Brasiliense chegou mais uma vez com Radamés, mas o volante isolou. Três minutos depois, o Bolamense puxou mais um forte contra-ataque com Pedrinho dessa vez. O meia driblou três defensores do Jacaré, tocou para Willian Amendoim, que finalizou a bola nas mãos de Bruno Fuso.

Antes do apito final na primeira etapa, mesmo com o Brasiliense com maior posse de bola, as duas equipes ainda investiram mais uma vez em jogadas perigosas. Aos 36 minutos, o Bolamense chegou mais uma vez com Pedrinho, que driblou Radamés, mas bateu para fora. Dois minutos depois, Patrick armou uma jogada de perigo para o Brasiliense, em cobrança de lateral dentro da área, nos pés de Elcarlos, que obrigou Yuri a fazer boa defesa e assim dar números finais ao primeiro tempo.

Apesar do equilíbrio, Nunes decide

Na segunda etapa, o ritmo do jogo permaneceu. O primeiro lance de perigo foi aos dois minutos, com Willian Amendoim, que recebeu na intermediária e mandou próximo a trave esquerda do goleiro do Jacaré. Em seguida, o Bolamense continuou a pressão com Mailson, que quase em cobrança de escanteio fez gol olímpico.

Contudo, o Brasiliense, frio e calculista, esperava os momentos certos para pressionar. Filipe Cirne, aos 16, finalizou com perigo de fora da área, mas mandou por cima do gol de Yuri. A insistência do Jacaré, deu aos 19 minutos um pênalti, cometido por Mailson em cima de Nunes. O centroavante assumiu a responsabilidade bateu com categoria e abriu o placar para o Brasiliense, marcando seu quarto gol no campeonato.

Após o gol, o ritmo da partida diminuiu. O Bolamense buscava forças para empatar, mas esbarrava na forte marcação imposta pelos adversários, assim causando muitas faltas, principalmente próximo à área. Já o Brasiliense, se defendendo como pode e segurando a vitória, não criou mais tantas jogadas de perigo, assim sacramentando a quarta vitória do Jacaré no Candangão 2018, mesmo com um jogo a menos do que os outros adversários.

Com a vitória, o Brasiliense chegou a quarta colocação, com 13 pontos conquistados em seis jogos disputados, ficando atrás de Sobradinho, Ceilândia e Gama. Já o Bolamense, continua com os seis pontos e desce uma posição, saindo do G-8 e ficando em nono colocado.

O próximo confronto do Jacaré, pela oitava rodada, será no próximo domingo (25), às 10h30 da manhã, no Estádio Bezerrão, no Gama. Já o Bolamense vai ao Rorizão também no mesmo dia, mas as 11 da manhã, onde enfrentará o Samambaia.

FICHA TÉCNICA

BRASILIENSE 1 X 0 BOLAMENSE

Campeonato Candango 2018 – 3ª rodada (jogo remarcado)

Estádio Nacional de Brasília – Mané Garrincha, 21/02/2018, 16h

Árbitro: Maguielson Lima

A1: Kleber Alves

A2: Mizael Quintino

4º arbitro: Gildevan Lacerda

Inspetor: Raimundo Lopo

BRASILIENSE

Bruno Fuso; Patrick, Preto Costa, Welton Felipe e Mário; Aldo, Radamés e Filipe Cirne; Romarinho, Nunes e Elcarlos (Zulu).

Técnico: Aílton Ferraz.

Gol: Nunes (19’ – 2T)

Cartões amarelos: Filipe Cirne

Cartões vermelhos: não houve

BOLAMENSE

Yuri; Rato, Alan, Paulo e Mailson; Werick, Desson (Igor), Bigu e Pedrinho; Wellington (Lucas) e Amendoim.

Técnico: Luiz Henrique

Cartões amarelos: Paulo, Werick e Bigu.

Cartões vermelhos: não houve

Por Lucas Bolzan

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2925 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *