Brasiliense x Gama: clássico agita a sexta

Sexta-feira de Carnaval (9), início de “feriadão”, e nada melhor do que um clássico local para agitar o futebol do Distrito Federal. Brasiliense e Gama duelam às 20 horas no Estádio nacional de Brasília – Mané Garrincha, pela quinta rodada do Candangão 2018, por mais três pontos, para se equilibrarem de vez na competição. Enquanto o Jacaré, com uma derrota, um empate e uma vitória, mas com um jogo a menos, assegura a oitava colocação, com apenas quatro pontos ganhos, o Gama, embalado com três vitórias seguidas, está “na boa”, em segundo lugar, com nove pontos conquistados.

Retrospecto e muita história no clássico verde-amarelo 

Qual torcedor amante do futebol nunca prestigiou um Brasiliense x Gama no DF? O confronto que já foi até partida de Série B de Campeonato Brasileiro irá para a 46º edição. Em toda a história, o Jacaré leva a melhor, com 16 vitórias, contra 11 do Periquito. Porém, nos confrontos, o que mais aconteceu foram empates, com 18 no total. Em número de gols, o time amarelo leva a melhor, com 56 marcados, contra 42 a favor do alviverde. O novo Mané Garrincha só recebeu o clássico uma vez, em 2014, e terminou com o placar de 0 a 0. No antigo, os times se enfrentaram em seis oportunidades, com vantagem do Jacaré nos confrontos.

Ingressos e acesso das torcidas

O torcedor que quiser prestigiar o clássico poderá adquirir os ingressos no dia da partida, a partir das 18h, nas bilheterias do estádio Mané Garrincha. O valor será o preço único de R$ 10.

Lembrando de de acordo com o plano de segurança da Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), apenas a parte inferior será aberta. A torcida do Gama entrará pelos portões 05 (comum) e 08 (organizada), virado para o Ginásio Nilson Nelson e Centro Aquático, enquanto a do Brasiliense entrará pelo portão 17 (virado para o Brasília Shopping).

BRASILIENSE

Abatidos pela eliminação para o Oeste-SP na Copa do Brasil, na última terça-feira (6), o Brasiliense agora foca, antes de virar a chave para a Copa Verde, em uma reabilitação no Candangão. Na oitava colocação, com apenas quatro pontos, o Jacaré ainda não “mostrou para que veio” na competição. O Jacaré visa as primeiras colocações, buscando se classificar bem e nada melhor que buscar esse objetivo vencendo um clássico.

O treinador Rafael Toledo, com pouco tempo para trabalhar a equipe, contará com alguns desfalques. Dois deles são provenientes do empate contra o Luziânia, na última rodada. Expulsos, o goleiro Edmar Sucuri e o volante Radamés serão duas importantes ausências no sistema defensivo para o clássico. A única substituição confirmada é a entrada do arqueiro Bruno Fuso, que só jogou na estreia, quando a equipe foi derrotada pelo Real, também no Mané.

Já no sistema ofensivo, Luquinhas segue no departamento médico em tratamento intensivo para voltar o mais rápido possível. Porém, outra dúvida que alimenta a cabeça do comandante do Jacaré é se Reinaldo terá condições para a partida, tendo em vista que o atacante sentiu a coxa durante a semana e segue em tratamento para uma rápida recuperação. A decisão deverá ocorrer horas antes do clássico acontecer. Tendo em vista as alterações, a equipe deverá ter o mesmo formato tático do jogo contra o Oeste.

GAMA

Para o alviverde, apenas comemorações. Após a chegada do treinador Ricardo Antônio, o Gama emplacou três vitórias seguidas (Formosa, Paranoá e Samambaia), assumindo a vice-liderança da competição, com nove pontos conquistados. Com os triunfos, o clima no Centro de Treinamento Ninho do Periquito está totalmente em paz e com o foco diretamente no clássico desta sexta-feira.

Visando a quarta vitória seguida (que colocaria o Gama em uma situação totalmente cômoda no campeonato), a comissão técnica seguiu trabalhando intensamente para ajustar o melhor time, que terá apenas um desfalque, do volante Filipe, por ter tomado três cartões amarelos, assim dando condições de Balotelli ser o titular.

Para o jogo, tirando a alteração acima, a base deverá ser a mesma a que goleou o Samambaia por 3 a 0 na última rodada. No entanto, alegando estar poupando o meia Fábio Gama no último compromisso do time, o treinador deve retornar com o atleta. Caso não o escale, Gordo continua como titular.

FICHA TÉCNICA 

BRASILIENSE X GAMA

Campeonato Candango 2018 – 5ª rodada

Estádio Mané Garrincha, 09/02/2018, 20h

Árbitro: Sávio Sampaio

A1: Daniel Henrique

A2: Luciano Benevides

4º árbitro: Gildevan Lacerda

5º árbitro: Maricleber Goes

Inspetor: Raimundo Lopo

BRASILIENSE

Bruno Fuso; Patrick, Wallace, Badhiuga, e Mário Henrique; Aldo, Gabriel (Lucas Paiva) e Souza; Romarinho, Reinaldo (Elcarlos) e Nunes.

Técnico: Rafael Toledo

GAMA

Léo; Murilo, Lúcio, Jacó e Rafinha; Balotelli, Tarta, Robston e Gordo (Fábio Gama); Fernandinho e Fábio Saci.

Técnico: Ricardo Antônio

Por Lucas Bolzan e Haland Guilarde

Marcelo Gonçalo

Formado em Sistemas de Informação, optou pela carreira de Jornalismo a partir de 2008. Jornalista, comentarista e narrador esportivo, foi o principal repórter do site BloGama até 2018.

Marcelo Gonçalo tem 2524 posts e contando. Ver todos os posts de Marcelo Gonçalo

Avatar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *